Vovô deu no pé de David Williams

VOVÔ DEU NO PÉ de David Walliams e ilustrações do divertido Tony Ross. Editora Intrínseca.

Era uma vez o Jack,  um guri que descobre que seu avô tem uma doença que faz com que a pessoa se esqueçam de fatos recentes: o Alzheimer.
Como o guri era tímido e não tem amigos, e só o avô, Arthur Bunting, como companheiro, fica triste. O estava cada vez mais envolvido pensando que ainda vivia em 1940, quando havia participado da Segunda Guerra Mundial. Por conta disso, ele sempre se mete em muitas confusões. 
Uma vez...
Jack resolve ficar de olho no avô e leva-o para o colégio. Ia ter uma aula de história sobre a guerra e sabia que seu avô gostaria de falar sobre ela.
O avô contou todos os fatos vividos, enquanto a professora escrevia tudo no quadro, super animada. Porém, quando a professora pergunta em que ano tudo isso ocorreu, ele responde "Este ano, 1940". A professora acha que ele é louco, mandou-o pra fora da sala.  

Outra vez, depois de uma conversa séria os pais do guri combinaram de que o avô pode morar com eles, mas se o avô tentar fugir novamente, ele seria mandando para as Torres do Crepúsculo, um asilo que foi construído após o antigo asilo ser demolido "acidentalmente" por uma escavadeira descontrolada. O asilo mais parece uma prisão.
O guri leva o avô para seu quarto e fica de vigia para que o avô não fuja. Ficam trancados. Mas quando Jack pega no sono, o avô foge pela janela. Ao acordar e perceber que o avô fugiu pela janela, procura, procura, procura... Mas não o acha. O avô some.

Uma semana depois, durante um passeio escolar, Jack ouve um ronco muito familiar na parte de aviões de guerra do Museu onde estava com sua turma. E por incrível que pareça, era o avô, dormindo escondido dentro de um avião de guerra. 
O avô havia se refugiado no museu.
Só que a doença estava  tão avançada que ele já não o reconhecia Jack como neto e sim como líder de esquadrão. Então, o neto começa a falar em códigos com o avô como faziam os líderes na Segunda Guerra Mundial, para tirá-lo dali, em segurança.

O avô sai do avião, mas são perseguidos pelos seguranças do museu. E após muitas confusões, brigas, falta de memória e muitas cenas engraçadas, o avô é levado "preso" para o asilo-prisão, sem direto a visitas... Mas o neto, muito amigo e preocupado, consegue burlar a segurança e os dois juntos vão bolar um plano absurdo para tentar livrar o vovô daquela sina. 
Será que vão conseguir?

Uma história divertidíssima com direitos a várias gargalhadas pela leitura. 
É daqueles livros de transição, que já falamos AQUI.
Texto com muito humor, fontes diferentes que invadem as ilustrações que são super divertidas.
Fica a dica! Tooooda coleção do David Walliams é engraçadíssima. 

Comentários

Veja também

Mostrar mais