Festa do caderno


Na escola dos meus filhos, no primeiro ano, existe a FESTA DO CADERNO. Rito de passagem para as crianças, do mundo da folha em branco para a pautada.

Moacyr Scliar escreveu:

O PRIMEIRO CADERNO

"Emoções há muitas na vida, e de todos os tipos, mas raras se comparam em intensidade àquela que a gente tem quando se compra o primeiro caderno escolar. De cinqüenta folhas ou de cem, pautado ou sem pauta, humilde ou sofisticado, não importa: o primeiro caderno é o símbolo de uma nova etapa. De uma nova vida. Pois as páginas em branco, modestas e radiantes em sua pureza, são exatamente isto: uma prova de renovação, de um início de vida. Mesmo quando a sua vida ainda está no início (e muito mais quando se é adulto: quem de nós não resolveu passar a vida a limpo, pensando exatamente nisto, num caderno novinho a ser escrito com todo o capricho e dedicação?).

Não sei se ainda é assim, mas quando eu era guri a gente recebia, no colégio, uma lista do material a comprar, incluindo os cadernos. Esta simples lista já era, em sua discriminação, um excitante enigma. Cadernos de cem folhas, de duzentas: aquilo decerto era para matérias muito sérias, de longas digressões. Os cadernos mais finos acenavam com coisas leves. Os quadriculados se propunha a nos ensinar as disciplinas de geometria, das contas de aritmética, o caderno de caligrafia lembrava que há limites para a dimensão das letras. Havia um caderno de música, decerto para entusiasmar um futuro Beethoven, e um caderno de desenho, este a desafiar a imaginação com folhas brancas de papel cartonado. E havia os humildes blocos, já resignados a serem riscados, borrados, engordurados e rasgados; a terem suas folhas transformadas em aviãozinho (qual a criança que não faz aviãozinho de papel quando a professora dá as costas?). Os cadernos exigiam mais respeito; os mais aplicados chegavam a encapá-los com papéis de presentes alegres. Mostrar os cadernos aos colegas fazia parte do excitante clima do começo do ano, que chegava a seu ápice quando se escrevia, na primeira página do primeiro caderno, a primeira lição de casa: um ato realizado num clima de quase mística unção, as letras sendo caprichosamente desenhadas, uma após a outra.

Mas os dias passam, as lições para casa se sucedem, os cadernos, como todas as coisas, vão ficando velhos, manchados, amassados. Algumas folhas são arrancadas, outras caem, e um dia a capa se desprende também e é colada com um durex que logo fica também sujo, encardido. O caderno resiste bravamente, mas o tempo trabalha contra ele: um dia chega o fim do ano, os exames finais. Há ainda uns derradeiros momentos de glória, de febril emoção, quando o caderno é de novo e nervosamente folheado, em busca dos pontos que cairão na prova.

Mas aí vem o resultado final – passei! Mãe, pai, passei! – num gesto de irresponsável, mas compreensível alegria, o caderno é arremessado longe, às vezes até pela janela. Cai na rua, um carro passa sobre ele, termina de destruí-lo: o vento leva para longe as folhas soltas, e algum papeleiro recolherá o que dele resta. O menino vai para as férias, volta, e um dia entra numa papelaria, os olhos brilhando, com uma nova lista de cadernos para comprar."

Pois a festa do caderno é semana q vem e os pais precisavam escrever algum recado de incentivo para os filhos q vão aprender agora a escrever. Como o Cássio já sabe, e devido a fase atual q ele se encontra, resolvemos escrever pra ele numa linguagem específica da sua paixão atual :

O FUTEBOLÊS!

Hehhehe!

(clica na imagem q amplia!!!)

Caderno do Internacional - time do coração - caderno escolhido por ele, dado pelo avô.

Ele ri muito com a musica do ADOCICA, MEU AMOR, ADOCICA! Ri de soluçar! Achei pertinente colocar a musiquinha no final!!! Heheheh!

Comentários

  1. Nossa que legal isso!!!
    Parabéns aos pais pelo incentivo, isso com certeza é a base para que a criança construa o seu futuro de maneira segura.
    Parabéns!! adoreiiiii
    Foi o melhor post que li hoje!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  2. bah, aqui o caderno está quase um álbum de scrap book! pedi para tias e avós escreverem mensagens,coloquei fotos da sofia, está tudo cheeeeio de lantejoula e glitter. Ainda falta o "depoimento" do bento, mas vou tentar entregar hoje. Semana que vem pede para ela te mostrar! bj, zane

    ResponderExcluir
  3. Adorei e tenho certeza que seu filho não poderia começar melhor!!!
    Parabéns aos pais incentivadores e pelo filho que já é um campeão!
    meu filho também ri muito com ADOCICA. Ele tem 10 meses e a gente sempre canta pra ele! Que coincidencia!

    Beijos!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  4. A festa do caderno foi inesquecível pra Larissa... as fotos, os depoimentos de avós, padrinhos, xerox do caderno do papai, a cerimônia com a profe e os colegas (e eles sem nem imaginar!!!)... Nós guardamos essa recordação pra entregar pra Lalá quando ela for maior, junto com o scrapbook que fazemos desde que ela era pequena!

    Emotiva como é, sorrisos e lágrimas vão rolar juntos, no futuro!

    Muito legal o caderno do teu campeão! - Larissa perguntou se vai ter foto da Taça que o Cássio sabe fazer com LEGO!!!

    Beijo,
    Ingrid

    ResponderExcluir
  5. Nossa que massa Gi! achei um barato estimular isso, sem falar que ficou um amor as mensagens!! adorei!!
    Isso sim é estimulo a escrita e a leitura!!
    beijos e uma otima páscoa para vcs!!!
    ;-)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, o que o Moacyr escreveu é exatamente assim! Adorei!
    E o texto no caderno dele ficou lindo. Com final inusitado. kkk
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Que ideia maravilhosa da escola em realizar a festa do caderno, as crianças devem ficar ansiosas com chegada deste dia. Adorei o texto de vcs, que belo incentivo, acho q este caderninho será guardado para sempre, não vai ser jogado para fora da janela não.

    ResponderExcluir
  8. Gisele,
    Adorei a matéria sobre a Festa do Caderno!!! Demais o teu texto e do Moacyr.
    bj Rose

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)

Veja também

Mostrar mais