Dicas para ententer crianças presas em casa
Chegou pro Lucas o novo livro da Gisele Federizzi Barcellos aqui do Kids Indoors!!! 
Monstrorante é o restaurante dos monstros. Nele Zé Chulé, tenta atender às exigências do seu cliente mais ilustre, o Bicho-Papão. Não vão pensar que uma tarefa fácil pois o Sr. Papão tem um apetite muito refinado. Vocês já estão imaginando o que ele come, né?
Olha só o que inventou de pedir hoje:



 Crianças que não escovam os dentes.


Só que isso não tinha mais, todas escovaram hoje. Tentou alguma que não quisesse tomar banho, mas também estava em falta.


Irmãos briguentos, não tinha. Criança que deixa comida no prato...


Também acabou.
O Sr. Papão que já estava ficando chateado (e com muita fome), decidiu levar o de sempre. O que será? Uma dica, as crianças vão adorar e os pais também. 



O Zé Chulé é o personagem preferido do Lucas. Aqui na foto ele pegou a chave do carro e queria levar o livro pra passear.
(Lucas levou a sério o livro ser um restaurante e deu uma mordida na capa kkkk). 
Gisele já ilustrou vários livros mas este é o primeiro onde ela também escreveu o texto. Ficou caprichadíssimo!!! Capa dura, formato quadrado 15 x 15 cm perfeito pra carregar na mochila.



A história é ótima para brincar com o medo de monstros e ao mesmo tempo mostrar que crianças tem tarefas e responsabilidades sim, não apenas direitos (mães, pais e cuidadores agradecem).
O livro vem com um caderno de atividades onde a criança pode desenhar a sua história. Um ótimo presente para o Dia da Criança.

Você pode encomendá-lo aqui mesmo no site.
 Estamos apaixonadas pelo livro PERIGOSO! de Tim Warnes, da Ciranda Cultural.

Bob amava classificar as coisas. Na verdade, etiquetar as coisas. Tudo que ele encontrava, etiquetava com as primeiras palavras que a "coisa" lhe remetia: áspero, macio, forte, grudento, cheiroso, verde, pequeno, listrado...

Um dia, andando pela floresta, ele topou com alguma coisa que NUNCA tinha visto: amarrotado, enrugado, verde, estranho,  incomum, afiado, áspero... E foi colando etiquetas e mais etiquetas pra tentar definir aquela coisa!

Quando ele acordou, Bob o classificou de PERIGOSO! Mas será que ele é tão perigoso assim?

Bob ficou muito chateado com o Perigoso, que não estava sendo tão perigoso assim!

E depois de um breve conflito, há uma mudança de opinião.

O livro é fofooooo! Excelente pra trabalhar preconceitos, qualidades, adjetivos, expectativa e realidade, amizade.
Super recomendamos.
Mais uma vez é fofoooooo!

Que tal pegar uns


 e sair classificando tuuuudo que tem dentro do seu quarto, sala de aula, carro, armário...

 Vai que vai ser um exercício divertido! Não vale repetir palavras, hein?!

 Recebemos e corremos pra ler.
OS IMAGINÁRIOS de A.F.Harrold e ilustrações de Emily Gravett (aqui no blog já falamos de vários livros dela). Editora Escarlate.

O jeito que a história inicia já te surpreende. E claro que não vou falar aqui como inicia.
Amanda tem um amigo imaginário chamado Rodger, eles brincam muito, pois Amanda tem muita, mais muita imaginação, como se fosse um super poder. Tudo ao redor dela ganha um novo significado, uma nova vida muito mais fantástica e colorida.

Um dia bate a porta um homem fazendo uma pesquisa. Grudado nele está uma guria tímida e vestindo uma espécie de uniforme. Amanda logo reconhece a guria como uma amiga imaginária. Mas que estranho, um adulto com uma amiga imaginaria, isso é raro. É mais coisa de criança!  A mãe de Amanda dispensa a dupla e os Sr. Toldo, vai embora... por hora.

Um dia a mãe de Amanda sai e a deixa com uma babá. Ao brincarem de esconde-esconde...

 As luzes se apagam! (Viram como muda na página? Esse efeito é muito legal. A página escurece e ao lermos, cria um "medinho". Principalmente se estiverem lendo à noite! Fica parecendo que realmente as luzes apagaram, a gente entra muito mais na história. É impressionante!)

E de repente a guria imaginária do Sr. Toldo agarra Rodger! Suas mãos frias, que parecem garras, deixam-no paralisado. 
Mas, a mãe de Amanda chega e liga as luzes, e a guria imaginária some. Rodger está salvo, por enquanto.

O Sr. Toldo é um caçador de Imaginários! Amanda e Rodger estão em perigo! Será que Amanda saberá proteger seu amigo imaginário das garras da guria imaginária? 
Só lendo pra saber!

O livro é muito bom! Empolgante. Lemos em 2 dias, por que ficamos muito curiosas e queríamos saber o final. Cheio de ilustrações lindas.

Recebemos um Press kit lindo da Brinque-Book (do selo Escarlate):
 
Pôster, livro, ecobag, botton e marcador.

Este livro foi vencedor do UKLA Book Awards (Associação Literária do Reino Unido), em 2016, com um juri formado exclusivamente por professores, na categoria de leitura indicada para crianças de 7 a 11 anos. 
Para conhecer outros títulos para essa faixa etária: www.edescarlate.com.br

Fica a dica! 

Oi! Aqui é o Cássio, e hoje verei algo que eu amo, games!
Mais especificamente, o almanaque de games da Panda Books.


AUTORES: Anna Carolina Rodrigues, Nathan Fernandes, Victor Bianchin.
EDITORA: Panda Books.
ANO DE LANÇAMENTO: 2016
TEMA: Games/Entretenimento


O livro conta a história dos videogames,

com curiosidades, outros fatos e fotos do grande ícone que são os jogos eletrônicos, desde o Magnavox Odissey, o primeiro console de videogame do mundo até o PS4, XBOX One e 

o Zeebo, primeiro console brasileiro.



Junto dos consoles, existem os jogos, e o almanaque contém 

TOP 10 e dados detalhados sobre os jogos/séries de jogos, seu jogo mais vendido, mais bem avaliado e qual foi seu 

impacto no mundo gamer,

desde os jogos mais famosos,

como Call of Duty e

Sonic.
Até os jogos independentes,

feitos por desenvolvedores pequenos, como

Super Meat Boy, Minecraft e, meu favorito, Undertale.

Muiiitas curiosidades.

O livro tem alguns pequenos detalhes que eu não concordo 100%, como chamar a série de games Portal de um spin-off (jogo que não segue a história ou jogabilidade de um jogo matriz, mas com os mesmos personagens e no mesmo universo). Está certo que Portal se passa no universo de Half-life (o tal jogo matriz), mas isso, a meu ver, não significa que é um spin-off, é uma série totalmente diferente, com personagens, história e jogabilidade únicos.

Fora isso, o livro é muito bom e realmente recomendo vocês.
Eu não consigo parar de lê-lo.São 229 páginas de muiiita informação!

Desabafo e MOSTREM para os amigos que costumam fazer booktours e/ou mandar muitos livros pelo Registro Econômico ou Impresso Módico.
Hoje é dia 20 de setembro de 2016. 

Imagem tirada da comunidade CORREIO FAIL do Google Plus. 

Faz dois dias que estou atrás de um pacote de livros que mandei por REGISTRO MÓDICO para uma amiga. Ela, uma amiga minha de infância, não recebeu. No site dos correios está como entregue. Ligando pro Centro de Distribuição de uma cidade de SC, para saber quem recebeu o pacote no lugar dela, me informaram que eles não precisam mais pegar a assinatura e número de documento de quem recebe.

COMO? Eu paguei por um serviço que, teoricamente, me dava uma certa garantia. 

O problema é que me senti roubada e enganada pelos Correios. Nessas horas eu queria muito ter um parente advogado pra brigar com eles. 

Desde sempre mando tudo registrado. E sempre tranquilamente pois, eu sabia que pagava para saber quem recebia o pacote. 

O gerente da agência dos Correios daqui me falou que faz um mês que, para diminuir o trabalho dos carteiros, eles não precisam mais pegar assinatura de quem recebe Registro Módico (esse para mandar impressos) e Carta Registrada.

Então, pra que existem esses serviços? Não soube responder.

Só que NÃO avisaram ninguém e isso NÃO está escrito no site deles, até a presente data NÃO TEM NADA LÁ. Ou seja, continuam cobrando do cliente uma taxa mais cara (que mandar pelo simples que agora é o mesmo serviço que o registrado, sem benefício algum) para quê? Para ser mais fácil de roubar? Pois o carteiro pode entregar pra quem quiser, ou ficar com o pacote, basta ele dizer que entregou. Fim da história. E pior, não tem como reclamar no site dos Correios, pois quando você tenta marcar a opção "NÃO RECEBEU" ele não deixa, pois o carteiro já registrou no sistema como recebido.

E se você quiser, pode mandar um mandar um AR - um documento que a pessoa que recebe assina e o correio te manda de volta - mas você precisa pagar o Registro Módico junto. Incoerência, você paga um AR + obrigatoriamente um Registro Econômico, pra registrar o que o Registro Econômico devia fazer e não faz. Estou muito indignada hoje.

Fui lesada e enganada e não sabia que o serviço tinha decaído tanto. Não adiante trocar de Logo, fazer campanha nas Olimpíadas que eles entregam, se a mercadoria não chegar nas mãos certas!

Alternativas que o gerente me deu: 1. Mandar por PAC. Fiz um cotação de preço e pra mandar um livro de 300gramas para um endereço dentro de Brasília mesmo, e sairia R$17,50. Nem fiz cotação pra fora do estado. Ou 2. Mandar por SEDEX que fica mais caro ainda. Não vale a pena.

Ambos os jeitos, o leitor vai começar a comprar ainda menos livros, já que os fretes vão ficar ainda mais caros.

Estou muito decepcionada com mais esse roubo institucionalizado.

E desculpa o desabafo aqui.

Eu sei que no Brasil não adiante reclamar. Mas estou muito triste, não dá pra confiar em nenhum serviço.Serviço no Brasil é sinônimo de roubo ou piada!

Como estou me sentindo hoje? Me sentindo furiosa, explorada, enganada!
Você já pensou que esse vai ser o primeiro dia da criança do seu bebê? Que tal aproveitar a data para presenteá-lo com um livro? (Isso vale para o segundo, terceiro e todos os que virão).
Existem mil vantagens em começar a "ler" desde o berço (desenvolvimento da linguagem, concentração, ritmo) mas me contento com a que considero essencial, o laço afetivo que o livro promove entre a criança e seu cuidador. Então, já que ainda faltam quase três semanas para o dia da criança, dá tempo de procurar nas livrarias, na internet, em sebos virtuais ou nos clubes de troca. Como as opções são muitas, faremos mais de um post.

Barrigão no chão

Coleção Hora do Bebê da Cia das Letrinhas.

Este livro-brinquedo foi elaborado pensando naquela fase em que o bebê precisa ficar de bruços para desenvolver os movimentos e fortalecer o pescoço. Ao ser aberto transforma-se num carrossel. Os pediatras sugerem deixar os bebês nessa posição por alguns minutos e ir aumentando o tempo gradualmente conforme o bebê se sentir mais confortável. Com o livro ele poderá explorar texturas, cores e uma abertura para interagir com o cuidador. E mesmo não conseguindo segurar o livro nas mãos irá se familiarizando com a ideia de que existe um mundo a ser explorado dentro deles.
Para ver mais imagens, clique aqui.

Gildo e os amigos na escola
Gildo e os amigos na praia
Gildo e os amigos no jardim

Da editora Brinque-Book, Silvana Rando.
Gildo e os amigos na escola foi o primeiro livro do Lucas. Eu já tinha comprado vários durante a gestação, mas esse foi o que ele pode realmente brincar sozinho sem medo de estragar, morder ou se machucar. E o mais importante, foi o primeiro livro que ganhou da tia Gisele! Eu e ela adoramos a Silvana Rando e nos sentimos muito felizes de poder divulgar uma coleção para bebês feita por uma autora nacional. Texto simples, cumulativo, imagens coloridas e personagens engraçados.
Para ver a postagem completa clique aqui

Um dia sol
Um dia de chuva

Coleção Peppa Pig da editora Salamandra.

Um dia de sol é de tecido macio e Um dia de chuva é de banho. Com ilustrações suaves da porquinha Peppa e seu irmão George o texto é curtinho para contar rápido e virar logo as páginas, porque é isso que os bebês querem. Este tipo de livro é um ótimo investimento, porque são os únicos que eles não conseguem destruir, ficarão para os irmãos mais novos, primos, etc. Para se ter uma ideia, o de tecido caiu atrás de um armário e acabou mofando em alguns pontos (o inverno do sul é cruel) eu só deixei uns minutos com um pouco de tira-limo e lavei normalmente. O livro ficou novo de novo.
Se você quiser ver outras imagens aqui está o link da resenha completa.

O banho do Caco

A coleção do macaco Caco, da editora Vergara & Riba, veio para ajudar os pais e cuidadores na hora de comer, do banho e dormir. Em cada um dos livros a criança acompanha o simpático macaco ao realizar as atividades. O Lucas ganhou o de banho que vem numa caixa linda para presente acompanhado de luva de banho. Aqui no nosso "zoo" macacos e sapos tem preferência nas brincadeiras, ele adora os barulhos que fazemos durante a contação.

Boa noite, Caco e Caco está com fome são os outros livros da coleção.

Senhor Cavalo-marinho

Da editora Callis.
Eric Carle para os menores, cartonado e com páginas transparentes! (Eric é um clássico para os apaixonados por livro ilustrado). Além das imagens maravilhosas, a história guarda uma surpresa e tanto. No livro, o senhor Cavalo-marinho oferece ajuda a senhora Cavalo-marinho com seus ovos. Ela aceita colocando-os na bolsa dele. A partir daí, ele sai passeando pelo mar e conhece outros pais que também cuidam dos filhotes, o senhor Esgana-esgana, o senhor Tilápia, o senhor Bagre. Uma história que ajuda a desconstruir a noção de que apenas à mãe corresponde a tarefa de cuidar dos filhos. Livro lindo para o papai contar antes de dormir. Em tempo de mães que trabalham em turno integral, as crianças se reconhecerão nos filhotes. Um tema atemporal que certamente vai ajudar a formar futuros adultos mais conscientes da divisão de tarefas na família.
Material bem grosso, super resistente. Se quiser ver mais imagens do livro clique aqui.

Na fazenda
Coleção Sensações

Livro cartonado da Editora Girassol, ilustrado por Martina Hogan. Cada página mostra uma mãe e seu filhote. Os corpos das mamães tem textura, ajudando as crianças a explorar o tato e a relacionar com os animais correspondentes. Em letra bastão para acompanhar o bebê até se tornar leitor iniciante e grandes para facilitar a leitura. O Lucas que está bem na fase de conhecer texturas, está aproveitando bastante as opções oferecidas no livro. Indicado para bebês a partir dos 12 meses, eu ofereceria antes, só cuidando para não morder o cartão.


Bebês da Fazenda
Coleção Família Bicho
Da editora Girassol, livro com um livrinho no canto para encontrar o filhote do personagem de cada página. Feito a partir de imagens reais ajuda as crianças a reconhecer os bichos da fazenda. Textos em caixa alta e letras grandes para ajudar os primeiros leitores. Indicado para bebês a partir dos 12 meses, mas os menorzinhos podem aproveitar também.

Gildo box

De Silvana Rando, editora Brinque-Book.

Não é segredo nossa preferência pelo Gildo,
Somos apaixonadas pelas histórias, desenho e principalmente pelo mundo infantil retratado através do elefantinho. Nesta coleção Gildo vai ajudar a conhecer opostos, cores e números. Lucas adora, tanto mas tanto que já comeu alguns cantos dos livros (rs).
O preferido é o carro vermelho no livro das cores.
Para ver o post completo clique aqui.

O que há na Selva?


De Giles Andreae e David Wojtowycz, editora Caramelo.
Comprei este livro de pop-up a alguns anos. Fiquei com receio de que o Lucas rasgasse, mas para minha surpresa, ao contrário de alguns cartonados que ele literalmente come, permanece intacto.
O texto é mais longo, então fazemos um resumo por página. Agora, o que ele gosta mesmo é de imitar junto comigo o som dos animais.


Ter um patinho é muito útil

Da Isol, editora Cosac Naify. 
Adoro este livro, os desenhos, a proposta em sanfona dentro de uma caixa, o outro lado da história, tudo! O Lucas se interessou mais pelo formato que pelas imagens, acredito que ainda não entenda do que se trata mas com o tempo vai adorar.
Ótimo investimento já que está por um preço bem em conta em livrarias virtuais.


Para ver mais sugestões, clique aqui