Dicas para ententer crianças presas em casa
 É com uma enorme satisfação que escrevo sobre esse grande guia que recebi com enorme carinho da Dr Luciana Herrero (médica pediatra, educadora perigestacional, consultora internacional de Amamentação e expert em comportamento de bebê pelo Human Lactations Center...) este guia de bordo do parto. O livro é divino! Conta com 392 páginas de linguagem simples e didáticas, entrevistas com diversos tipos de profissionais envolvidos no universo do parto que explicam e desvendam todas as faces da polêmica que mobiliza mulheres, médicos e governantes: cesárea x parto normal. Obstetras, ginecologistas, enfermeiras, psicólogas, anestesistas, parteiras, doulas, terapeutas, holísticas, coordenadores de ONGS e estudiosos do assunto falam tudo o que uma família grávida precisa saber. Sim isso mesmo "TUDO QUE UMA FAMÍLIA GRAVIDA PRECISA SABER" pois é um guia pra toda família da gestante acompanhar: avós e pais. O livro também compartilha a experiência de dezenas de gestantes.



Cada uma com seu tipo de parto e suas conclusões sobre o nascimento de um filho. E como na hora "H" todos são iguais, celebridades também abre o coração em depoimentos inéditos e exclusivos. A cantora Wanessa Camargo, por exemplo, conta o que sentiu depois do parto normal. Zezé di Camargo pai dela e também cantor, fala sobre o ponto de vista de um avô que acompanhou os dois parto da filha. Já o autor Márcio Garcia, conta como se tornou um defensor do parto natural, depois de assistir ao nascimento de seus quatro filhos. E a jornalista Carol Castelo Branco desabafa sobre tudo o que precisou fazer para não perder a filha Sophia. 
 
Histórias reais, emocionantes e esclarecedoras que podem ajudar muitas mães e muitas famílias grávidas.
Eu realmente indico esse livro a todas as famílias gravidas ou que quem ficar grávidas. É um excelente guia do parto. 
 Com belas ilustrações e texto esclarecedor, a editora Aninhare fez um livro gostoso de ser lido pela família toda.

Ficha técnica do livro:
Nome: Diário de Bordo do Parto
Autora: Luciana Herrero
Número de Páginas: 392
Lançamento: junho/julho 2015
Onde encontrar: Aninhare

O último post da série LIVROS SOBRE PAPAIS!
SENHOR CAVALO-MARINHO de Eric Carle. Editora:CALLIS.
Sinopse:
Na maioria das famílias de peixes, depois que a mãe coloca seus ovos e pai os fertiliza, eles são deixados à própria sorte. Mas existem exceções, como o cavalo-marinho, o esgana-gata, a tilápia, o Kurtus, o peixe-caximbo, o bagre e alguns outros. O Senhor Cavalo-Marinho está com a sua esposa, a Senhora Cavalo-Marinho, quando ela percebe que está chegando a hora de por seus ovinhos. A obra procura ensinar os pequenos leitores sobre este momento importante. 
Livro cartonado com transparências onde os animais se escondem nos desenhos.

PALAVRA DE FILHO de Jonas Ribeiro. Editora: EDITORA DO BRASIL.
Sinopse:
Nesta emocionante história, pai e filho têm grande dificuldade em se comunicar, em falar de sentimentos e emoções. O filho passa, então, a escrever cartas ao pai, que chegam magicamente sopradas, transformando a relação dos dois, aproximando-os cada vez mais através da palavra, modificando e intensificando as relações familiares.
HOCUS POCUS - UM PAI DE PRESENTE de Kiara Terra e Ionit. Editora: COMPANHIA DAS LETRINHAS.
Sinopse:
Um belo dia, a menina desta história descobriu que com apenas um plic e uma palavra mágica tudo aquilo de que ela gostava poderia de repente aparecer no papel e ficar guardado para sempre. Como? Oras, usando uma máquina fotográfica instantânea. Escrito pela contadora de histórias Kiara Terra, este livro conta um pouco sobre a infância de quem o ilustrou, a Ionit Zilberman, e sobre todas as descobertas importantes que ela fez nessa fase tão especial na vida de todo mundo. Além de conhecer a máquina fotográfica, ela também aprendeu o que significava “instantâneo”, o que era o começo das coisas e, principalmente, como era bom, de uma hora para outra, ganhar um pai de presente.
PAPAI E EU - Forever Friends. Editora: CIRANDA CULTURAL.
Sinopse:
Uma encantadora história para compartilhar! O ursinho ama muito o Papai Urso... Navegar em barquinhos de brinquedo, brincar de se fantasiar e puxar o ursinho no trenó são apenas algumas das coisas que fazem dele um grande pai. Então, o Ursinho decide que é hora de mostrar ao Papai Urso o quanto ele é especial.
MEUS DOIS PAIS de Walcyr Carrasco e ilustrações de Laurent Cardon. Editora: ÁTICA.
Sinopse:
Os pais de Naldo se separam, e ele fica morando com a mãe. Depois de um tempo, seu pai passa a dividir o apartamento com Celso, um amigo que cozinha muito bem. A mãe do menino recebe uma proposta de promoção, mas precisa mudar de cidade e não quer que o menino troque de escola no meio do ano. Naldo não consegue entender muito bem por que a mãe e a avó não querem que ele fique morando com o pai. A história procura mostrar que as pessoas podem ser diferentes, porém o mais importante é ter uma família que seja amável.
QUANDO PAPAI NÃO ESTÁ EM CASA... de Isabel Pin. Editora: CIRANDA CULTURAL.
Sinopse:
Todas as manhãs, o pai de Romeu se levanta bem cedinho e se despede do garoto. Em seguida, abre a porta e sai. Romeu, então, fica pensando o que será que o pai dele faz o dia todo fora de casa.
NA PORTA AO LADO de Luiza Trigo. Editora: ROCCO.
Sinopse:
Na Porta ao Lado - Com uma carreira em ascensão no segmento juvenil, a carioca Luiza Trigo retoma as personagens de Meus 15 anos – as amigas Bia, Carol, Amanda, Pri e Roberta – e novamente mostra as delícias e as dores da adolescência com leveza, sinceridade e bom humor em Na porta ao lado, seu terceiro romance. No livro, a autora narra as aventuras e desventuras de Carol, que começa o novo ano na escola tendo que encarar não só o casamento de sua mãe e uma mudança de casa, mas também o padrasto como professor e o filho dele como colega de turma. Parece muito azar para uma garota só! Mas muitas outras surpresas aguardam a protagonista, suas amigas e os leitores ao longo das páginas.
PEIXE GRANDE de Daniel Wallace. Editora: ROCCO.
Sinopse:
No dia em que ele nasceu, uma nuvem carregada de raios, que queimavam a copa das árvores e ameaçavam fazer o mesmo com a cabeleira dos homens mais altos, trouxe a chuva que pôs fim à mais severa seca da história do estado do Alabama. O escritor Daniel Wallace traz, em 'Peixe grande - Uma fábula do amor entre pai e filho', o lúdico e o fantástico que permeiam a vida deste homem, Edward Bloom, um garoto do Sul profundo norte-americano que nasceu para ser 'peixe grande'. Conduzida pelo filho do protagonista, a narrativa cobre toda a insólita vida de Bloom, desde o seu curioso nascimento, passando por suas peripécias de infância e juventude, a passagem para o mundo adulto, a descoberta do amor e a alegria da chegada do primeiro filho, até sua derradeira aventura. 

Para ver os outros post sobre livros de PAPAIS, clique AQUI e AQUI
Obaaa! Muito feliz que temos uma nova parceria!

A Editora COSAC NAIFY!
E vamos começar suuuper bem!
Recebemos o livro NA COZINHA NOTURNA de Maurice Sendak!
Ele foi um dos meus autores e ilustradores favoritos, quando eu era criança. 
Maurice Bernard Sendak foi um ilustrador e autor de literatura infantil americano. Ele ficou mundialmente conhecido pelo livro Where the Wild Things Are (1963), aqui no Brasil: ONDE VIVEM OS MONSTROS (também publicado pela Cosac Naify). Descendente de judeus, sua infância foi marcada pela morte de muitos de seus familiares durante o Holocausto. Um baque grande para qualquer menino! Seu amor pelos livros começou na infância, seu pai era contador de histórias e aumentou ainda mais quando teve um grave problema de saúde e foi teve que ficar "preso" na cama. Quando tinha 12 anos viu o filme FANTASIA da Disney e ali decidiu virar ilustrador.
Vamos ao livro? Siiim!

NA COZINHA NOTURNA:
O livro conta a história de Mickey, um menino que não consegue dormir porque estão fazendo muito barulho. Ele grita e xinga e de repente está caindo...
Caindo dentro de um pote de massa na cozinha noturna, onde os padeiros preparam o bolo para o dia seguinte. Eles acham que o Mickey é mais um ingrediente, o leite. E vão assá-lo!! Mas Mickey não quer ser assado e parte em busca do leite necessário para fazer o bolo nosso de cada dia!
As ilustrações são lindas, muitos detalhes deliciosos para as crianças descobrirem nas imagens.  O texto é curto e divertido. Bem o que uma criança diria. Sendak nos transporta para o universo infantil como ninguém!

E o que será que a gente foi fazer com o livro? Brincar de cozinha, claro!
A primeira coisa foi buscar uma receita legal de pão... as minhas não têm dado muito certo, ultimamente. A Cecília queria fazer pão e não bolo, como no livro. Já que a cozinha era dela e massa de pão podemos modelar!!!! Hehehe!

Achamos um receita Ó-TI-MA no Instagram da @robertalealpimentel.

Ingredientes (adaptados- usamos o que tínhamos em casa):
1/2 xícara de açúcar demerara
2 ovos
1 pitada de sal
1/4 xícara de óleo 
 1 envelope de fermento biológico
 1 xícara de leite quente
 Farinha de trigo

Modo de fazer:
Misturar tudo, menos a farinha, até ficar homogêneo. Ir adicionando aos poucos a farinha e ir mexendo.
Ir adicionando farinha e ir mexendo.
Até a massa começar a desgrudar da mão e aí... Sovar e sovar. A Cecília ficou grudada e eu quase fiz pão de CECÍLIA, como no livro! Olha ela dizendo "NÃÃÃÃÃO!" na foto. Hehehe!
Depois de sovado a massa ficou linda!
Colocar a massa de volta na bacia, tampar com um pano de prato e deixá-la quieta por uma hora. Olha como ela cresce!
Untar uma forma e fazer bolinhas, tranças, nós, etc... A Cecília fez bolinhas (cabeças de meninos) e "X" (corpos de meninos) e um coração. Ainda sobrou para um pão grande. 
Deixar crescer por mais 15 minutos (deixamos meia hora). Preaquecer o forninho em temperatura baixa.
Crescido. Agora colocar no forno. Agora vai depender muito do seu fogão. Tirar quando estiver dourado.
Delícia! Servimos ainda quente!

E gostaram tanto (os sogros vieram comer também), que não deu tempo de tirar mais fotos! Super aprovado!

E você? O que cozinha na sua cozinha noturna? OU diurna?

E pra terminar:
  A REVOLTA DOS GIZES DE CERA de Drew Daywalt e ilustrações de Oliver Jeffers. Editora: SALAMANDRA.

Se seus material escolar falasse o que ele te diria?
Pois um belo dia o Diego achou um bando de cartas dentro da mochila. Eram cartas e recados de seus gizes de cera. Alguns felizes, outros revoltados, outros agradecendo, mas a maioria reclamando!
Por exemplo:
O preto: não quer ser só usado como contorno. 
O rosa: que não é usado, por que o Diego acha que é cor de menina.
O salão: porque o Diego tirou o papel em volta dele e agora ele está Nu.
E tem até giz brigando com outro giz para ver qual o mais importante!

Super divertido! Ilustrações engraçadas, texto criativo.

Cecília nem esperou eu sugeri uma brincadeira, correu pro estojo ver o que os 
Pasteis oleosos queriam falar (porque usamos giz de cera em forma de lápis de cor, ela achou mais legal pegar a caixa de Pastel Oleoso).
    Azul claro.

Azul escuro: (Traduzindo:) "I believe I can fly!" kkkk!

E algumas outras cores.

Outro aspecto que me chamou atenção no livro: Os gizes reclamam das suas cores serem usadas sempre para o mesmo fim: grama verde, tronco marrom, céu azul, vermelho amor, etc...
E se a gente for realmente olhar para o mundo, veremos que ele não segue esse padrão "escolar" (que a maioria das professoras ensinam).
 Saímos para passear na nossa quadra e vimos esse tronco.
Ele é liiindo e olhando beeem de perto ele não é marrom, é cinza! Quantas outras coisas possuem cores diferentes? Basta começar a realmente olhar para coisas para vermos os detalhes que fogem dos estereótipos.
Tem um texto que amo, AQUI, sobre o assunto.

´Bora recolorir o mundo! AQUI, como fazer giz de cera colorido.
E por fim, Cecília de giz azul, no lançamento do livro, numa livraria dos Estados Unidos, no ano passado.


Que tal testar esta receita com as crianças, aproveitar as férias e fazer um muffin saudável e gostoso?Acontece que o bebê estava tendo muitas reações alérgicas, então o pediatra sugeriu cortar da minha alimentação glúten, lactose e pra completar, o açúcar. 
- Como assim, doutor? O senhor não pode estar falando sério, eu sou filha de confeiteiros! Ainda por cima uruguaios! Esses três ingredientes são a base das minhas células!!!!
Já que pelos filhos a gente faz qualquer sacrifício, cá estou eu testando pães, bolos e biscoitos. 
Posso afirmar que 90% das receitas que peguei na internet ficaram uma cacaca e os outros 10% dão pra enganar a fome, mas esta que vou postar é um manjar.
Agradeço a minha amiga Aline (mãe de alérgicas, claro) pela contribuição, mas aviso, como o principal ingrediente é o ovo, se o seu filho for alérgico a isso também, não vai dar.

P.S.: Dr. Claudio, sinto muito, mas não consegui eliminar o açúcar...


Vamos a receita

6 ovos
2 colheres de margarina (sem leite)
4 colheres de açúcar mascavo
2 colheres de açúcar demerara (vc pode usar o açúcar que tiver em casa, essa composição é pra ficar um pouco mais saudável e diminuir a minha culpa)
6 colheres de chocolate dos padres (ou outro que não tenha glúten ou lactose), como chocólatra, uso 8
6 colheres de farinha de castanha do Brasil ou outra farinha sem glúten (aveia, amêndoas)
Pode colocar coco em flocos, passas, pedaços de chocolate, etc


Já fiz de várias formas, mas a que deixou o bolo mais fofinho é a seguinte:
Bater as claras primeiro em ponto de suspiro, adicionar as gemas uma a uma. Depois o açúcar, o chocolate e a farinha. Por último eu coloquei a margarina, sabendo que ia murchar, mas ainda assim, ficou fofinho. Da próxima vez vou tentar só misturar a margarina, sem bater pra ver como fica.
Coloquei em forminhas de silicone, faltando um dedinho para a massa chegar na borda, ele não cresce muito, não. Não precisa untar a forma, a receita é bem firme, pois não leva água.

Esta foto é de outro dia, nas forminhas de papel:


Deixo entre 15 e 20 minutos em forno não muito alto, 200 ou 230 graus.
Este é o de hoje, com coco queimado e passas.

Tirei as fotos na rua, comendo o bolinho entre uma pancada de chuva e outra. 



Recebemos um press kit DE-LI-CI-OSO! 
#kinderovominions 
Kinder Ovo do Mínions com 11 surpresas diferentes, entre bonequinhos, chaveiros e quebra-cabeças. #tictacminions
TicTac dos Minions de sabor maracujá, em 3 embalagens colecionáveis (com 200, 100 ou 33 tictacs) do Bob, Kevin e Stuart.

Depois de comer TUDO, fomos brincar com os bonecos que ganhamos.
 Pegamos um vidro pequeno. Cortamos um E.V.A e colamos com super Bonder na parte de dentro da tampa. Depois, em cima do E.V.A, colamos um dos Minions. Colamos a tampa em cima de um outro pedaço de E.V.A e recortamos o excesso.
Enchemos o vidro com água beeem gelada e dentro colocamos purpurinas e lantejoulas. Em seguida, 3 colheres pequenas de glicerina. Por último tampamos o vidro. Beeem fechado.
Só virar, sacudir e deixar o Stuart tocar o violão, enquanto a purpurina cai!

Divirta-se!
E não deixe de ver as 101 Brincadeiras que separamos pra vocês, AQUI.

Ontem fomos assistir o filme PIXELS. 
É muiiito bom! Diversão para toda família, principalmente para os pais que viveram nos anos 80. 
 Qual o sonho de todo nerd gamer? Entrar num videogame? Ganhar dinheiro jogando videogames? Falar e conviver com seu personagem favorito? Salvar o mundo?

O filme começa no verão de 1982 logo quando abre um Arcade na cidade onde os amigos nerds, Will e Sam, moram. Sam é muito bom e chega na final de um importante campeonato. Porém é derrotado. As imagens desse campeonato, e outras filmagens da Terra, são mandadas pela NASA para o espaço, numa cápsula. 
Só que 33 anos depois um planeta cheio de seres intergaláticos interpretam o arquivo em vídeo com imagens de jogos de Arcade clássicos como uma declaração de guerra contra eles,e resolvem atacar a Terra usando esses jogos como modelos de armas e exércitos.  O primeiro ataque é feito por Galagas
( inimigos em forma de insetos). Ninguém acredita!

O então presidente, Will Cooper (Kevin James), busca ajuda de seu melhor amigo de infância Sam Brenner (Adam Sandler), que era um campeão de competições de videogames nos anos 80, mas agora é um instalador de aparelhos eletrônicos – para liderar uma equipe de jogadores civis (Peter Dinklage e Josh Gad), derrotar os (jogos e jogadores) alienígenas e salvar o planeta. Eles ainda vão contar com a ajuda da tenente-coronel Violet Von Patten (Michelle Monaghan), uma especialista em tecnologia que irá fornecer aos 
Arcaders, assim se denominam, as armas exclusivas para lutar contra os aliens.

Beeem divertido: Várias piadas ao longo do filme, muito humor e você sai do cinema feliz e nostálgico (pais) ao mesmo tempo. Para gamemaníacos: uma festa. O Cássio nomeava todos os personagens que via, eu tinha que pedir pra ele parar de falar. Ele não conseguia ficar parado na cadeira também. Toda hora queria, eu acho, entrar pra telona (vimos em 3D). ficou super animado! 
Uma hora eu falei:
- OLHA O MÁRIO! - Tri feliz de ter identificado um dos aliens (confesso que não jogo videogames). E ele já me deu uma aula:
- Esse não é o Mário, mãe. É o Jump Man. Ele apareceu primeiro no jogo do Donkey Kong e não era encanador, era marceneiro.
 (Toinoinoin! Sabe nada! - eu pensei isso!)
Super empolgante. Adoramos. Saímos do cinema dando risadas e lembrando das partes mais engraçadas. Vimos em inglês e 3D. As minhas duas kids conseguiram acompanhar o filme sem dificuldades!

Curiosidade:
O filme é baseado no curta-metragem homônimo de Patrick Jean, lançado em 2010 na internet.

A trilha sonora é  beem legal também! 
Filme da Happy Madison Productions, 1492 Pictures e Sony Pictures.
Estreia nacional: 23/07/2015! Não percam!