Dicas para ententer crianças presas em casa
O volume 27 da Coleção Minha Primeira Biblioteca é AS SURPREENDENTES AVENTURAS DO BARÃO DE MUNCHAUSEN de Rudolph Erich Raspe (Essas histórias só são o sucesso que são, porque o bibliotecário inglês resolveu juntá-las numa única obra e publicá-la em 1785, em Londres, Inglaterra), adaptação Isabel Lopes Coelho e ilustrações liiindas de Cris Eich.

O militar alemão Karl Friedrich Hieronymus von Münchhausen (1720-1797), existiu  - viveu no século 18.  Amava uma boa aventura. E adorava contá-las pra todo mundo. Só que cada vez que contava a história mudava um pouco e ficava cada vez mais fantasiosa e inacreditável. Como era um bom contador de história, elas logo se espalharam. E fizeram muito sucesso. 

 
Você começa a ler e pensa: "Isso realmente pode ter acontecido." Mas daqui a pouco a história dá uma guinada e você se vê totalmente absorto dentro de uma história maluca! Hehehe! Por exemplo, em pleno século 18 ele: viajou até a Lua, ao centro da Terra, ao encontro do Sol e escapou de muitos monstros e animais ferozes. Não acredita? Então é melhor começar a ler esse livro logo!!!

O último volume da coleção é a famosa história: UM CONTO DE NATAL de Charles Dickens, adaptação de Silvia Oberg e ilustrações de André Rocca.

Scrooge odeia o Natal e considera comemorações uma perda de tempo. 

Todo mundo o conhece por ser um chato sem senso de humor (algum), workaholic e pão-duro. Porém, numa véspera de Natal, isso está prestes a mudar. O relógio da igreja bate 12 vezes e uma visita inesperada chega pra transformar sua maneira de encarar as coisas!  Um fantasma aparece! E não é um fantasma qualquer, é o espírito do seu antigo sócio, que lhe traz um recado: se ele não mudar de comportamento, seu fim será horrível! Scrooge fica com um pouco de medo, mas depois que ele vai embora, pensa que foi sua imaginação, até ser obrigado visitar Natais de seu passado, presente e futuro. Será que esse velho pão-duro irá mudar? Só lendo pra saber!

Esse livro: Um conto de Natal, foi escrito em apenas um mês e Dickens o vendeu para pagar suas dívidas. 
A Coleção Folha Minha Primeira Biblioteca traz outros livros de Charles Dickens, As aventuras de Oliver Twist (vol. 9) e David Copperfield (vol. 16). Fica a dica!

Eu suuuuper recomendo essa coleção. Se você quiser dar um tesouro de presente para seus filhos, netos, amigos, escolha ESSA coleção. 28 livros fantásticos! Todas ricamente ilustradas e os textos são cuidadosamente adaptados. Amamos (lemos com nossas crianças de 1 ano, 4 anos e 10 anos)!

Para conhecer mais, clique AQUI.

Olá!
Só agora consegui para para reunir nossas postagens do #TemCriançaLendo deste mês!
Fizemos um super especial sobre a ilustradora @ionitz, que amo!

Somos todas muito fãs do trabalho desta ilustradora. Eu já a seguia há anos pelas redes sociais, principalmente pelas madrugadas, no IG dela: IONITZ. É muito legal ver os rascunhos, a escolha de cores, de papéis até ter o livro ficar pronto. São camadas e camadas e tinta, de escolhas! Até o livro chegar nas nossas mãos e vermos o resultado final. Em 2014, fui na Bienal do Livro de São Paulo e cheguei bem pro lançamento do livro A HISTÓRIA VERDADEIRA DO SAPO LUIZ, de Luiz Ruffato e ilustrações maravilhosas da Ionitz Zilberman. Editora: Dsop. Geeente! Muita emoção poder ver de pertinho as ilustrações ao vivo, que, diga-se de passagem, são muito mais bonitas que as impressas no livro. Elas tem cheiros diferentes, mais nuanças de cores, mais relevos, mais massa, mais vida! O livro impresso é liindo (ganhou até Jabuti). Mas ao vivo é um espetáculo! O trabalho dela é fantástico! Ela é uma coletora de coisinhas (penas, fitas, papeis) que dão brilho e "puxam" ainda mais o olhar pra dentro da imagem! Se você não conhece, corra para a biblioteca ou livraria mais próxima! São 42 títulos! Você tem livros da Ionit?

Neste livro, A ERVILHA QUE NÃO ERA TORTA... MAS DEIXOU UMA PRINCESA ASSIM, a ilustradora trabalhou com desenho, pintura e colagem: usou tinta acrílica, tecidos e folhas de ouro sobre chapas de madeira! Diferente não? A folha de ouro ilumina a ilustração, valorizando mais a cor e o clima da imagem. E o efeito é lindo e quente. Repara como o dourado prende nosso olhar! Fica a dica! O texto é de Maria Amélia Camargo e foi publicado pela editora Caramelo.

A VIAGEM DE RETALHOS da coleção Sim, Sim, Salabim! Com texto de Sônia Robatto e ilustrações da nossa homenageada @Ionitz do #temcriançalendo de hoje! Editora Positivo. A avó convida a neta pra ir visitar duas amigas com ela. Ao chegar lá as duas velhinhas estão fazendo uma colcha de retalhos enorme que cobre toda sala.

Uma outra amiga da avó chega e as duas (amiga recém chegada e a avós) resolvem dar uma passadinha na igreja. A neta fica com as duas velhinhas, que esquecem da presença da guria e resolvem viajar. Opa! Vão ter que levar a netinha da amiga junto! Preparem os corações! A viagem mágica já vai começar!
Vamos observar mais de pertinho uma ilustração da Ionit? Olha que riqueza! Tem desenho, pintura (olhas as cores), tecidos de diferentes texturas e cores, bordados. Olhando pra imagem você sabe de dizer do que se trata a história? Conta pra mim o que você viu na ilustração? Se tivesse que escrever uma frase sobre a imagem, qual seria? Aposto contigo que a partir de hoje você vai reconhecer o trabalho desta ilustradora em qualquer lugar!

CARTA ERRANTE AVÓ ATRAPALHADA MENINA ANIVERSARIANTE é uma história muito divertida e nostálgica. A avó que mora em Israel escreve para sua netinha no Brasil, que está fazendo 10 anos. Só que a velhinha, é muito atrapalhada, e quando começa a escrever para a neta, não percebe que, de vez em quando, muda o idioma (pois já morou em vários países e sabe muitas línguas), além começar a escrever sobre as lembranças do seu tempo de guria. 

Quando a carta chega no Brasil, o carteiro percebe que metade do endereço está em Hebraico. E embora muita gente mandaria de volta ao endereço do remetente, ele imagina uma avó muito velhinha escrevendo pra netinha e fica com pena, resolve procurar o endereço por conta, para entregá-la à "NETINHA LUCIANA" como diz o envelope. As ilustrações são lindas, muitas colagens de tecidos e fotos, cartas e papeis, além de mapas e muita tinta. Super recomendo. 


Em DENTRO DESTE LIVRO MORAM DOIS CROCODILOS as ilustrações da Ionit dão cara e cores aos medos sugeridos por Claudia Souza. Ilustrado com técnica mista, a pintura e a colagem tem quase o mesmo peso. O livro fala dos medos que acabam criando coisas que não existem, transformando o inofensivo em assustador. O medo se tornando real. Da editora Callis.

Observe como a Ionit trabalha com as ilustrações, é um cenário, explorando a imagem em 3D, luz e sombras.

Vemos a riqueza com que os materiais são explorados. O personagem principal é recortado e encaixado no cenário da história, onde a cortina é feita de tecido e os óculos do menino de embalagem de remédio. Isso ajuda a destacar a pintura. O mesmo acontece com o palhaço na página ao lado. Muito bom!


Livro DEPOIS DO FOREM FELIZES PARA SEMPRE de Ilan Brenman, ilustrações de Ioniz. Callis editora. Você sabe o que aconteceu depois da parte do Felizes para sempre? Cada coisa inusitada!!!

Bela Adormecida (e seus liiindos cabelos cor de rosa! ❤️❤️❤️ ), vende colchões, por que disto ela entende! Hehehe!  Olha! Fio por fio desenhados e pintados! O efeito deste processo é riquíssimo. Ele puxa o olho que fica concentrado nesta vertical rosa texturizada. Amo! Tem pintura, desenho, colagem de tecidos. Tem cores em degradê. O que mais você descobre na imagem?


Mais uma ilustração da Ionit para o livro QUEM É ELA? Uma colagem. Pintura, tecido e no polvo de papelão as ventosas maiores são feitas de embalagem de remédio (tipo aspirinas, sabe). 

Show de bola! Já pensou usar esse material para fazer imagens com teu filho ou aluno?
Falamos dele AQUI. É uma das atividades que mais faço nas escolas quando sou convidada à trabalhar com crianças pequenas. Lemos o livro e depois fazemos esse trabalho... Sai cada coisa! Muito legal ver a visão das crianças!

Já falamos de vários outros livros desta ilustradora. Para ver mais, clique AQUI, AQUIAQUI e AQUI.
O filme é uma verdadeira lição de amizade, liderança, determinação, perseverança, união, e claro, com aquela pitada de humor, muito ritmo e musicalidade, este é o filme Carrossel 2.
 
Reunimos seis famílias e fomos todos juntos assistir este filme, a diversão foi completa, as crianças curtiram a aventura, ficaram apreensivas, cantaram, dançaram, e, o melhor de tudo, elas deram muitas gargalhadas.
   

Maria Joaquina é uma das alunas, a mais vaidosa e mimada, e, contrasta entre todos os colegas da turma. Mas ela é sequestrada, e de repente a turma desabafa com um sentimento de alívio. Será que eles vão querer salva-la?
Mas todos se dão conta que ela integra a turma, e como uma família, eles nunca abandonarão. Porém, será que eles irão conseguir vencer as provas e salvar Maria Joaquina?
 
Os malvados vilões Gonzales e Gonzalito saíram da prisão e resolveram colocar seu plano de vingança em prática. E, o que tinha tudo para ser uma ótima excursão ganha ares de filme de terror quando os vilões Gonzales (Paulo Miklos) e Gonzalito (Oscar Filho), recém-saídos da prisão, decidem sequestrar Maria Joaquina (Larissa Manoela).
Mas, aqui em casa Titãs é trilha sonora diária, os DVDs estão sempre em uso. Então, o mais provável aconteceu, o vilão do filme é reconhecido da nossa trilha sonora do Titãs, e vibramos, curtimos ainda mais. Além do mais, o outro vilão nada mais nada menos do que Oscar Filho, quem eu admiro muito o trabalho como ator, e este, mais ainda, garantiu muitas gargalhadas no cinema. Podemos arriscar a afirmação, estes são vilões apaixonantes!
Os alunos que desvendaram este vilões ficaram famosos por conta do sucesso do clipe de Paná Paná na internet, a musica principal no filme Carrossel 1. E as crianças chamam a atenção de uma estrela da música brasileira, Didi Mel (Miá Mello), que decide convidar toda a galera da escola Mundial para um de seus shows.  
Mas, algo surpreende a todos e os vilões pegaram Maria Joaquina e disseram que só vão devolvê-la se as crianças conseguirem passar por diferentes e perigosas provas criadas por eles mesmos. E não vai ter moleza! Para encarar essas provas, os alunos da escola Mundial terão de se mostrar muito espertos para desvendar charadas, muito preparados fisicamente para vencer os desafios mais absurdos e muito criativos para encontrar a saída a todo tipo de enrascada.  
 
Mas, claro, o momento que a turma se reúne para cantar, é o ponto máximo. Contagiando todo o cinema! E, assim, cantarolando no final, todos deixam a sala:
"Nossa amizade não tem pra ninguém, de zero a dez dou mais de cem, pra essa turma tiro o chapéu, amigo a gente ama a gente cuida bem, essa é a turma do Carrossel"

"Amamos o filme carrossel 2! Uma trama suave e divertida e as crianças vieram no carro indignados com.... ih... não posso dizer, mas pudemos conversar que, assim como na nossa vida real, o mal pode estar disfarçado de bem. Pura diversão. Ficaram super atentos do início ao fim." (Silvana, @casadeleitores).
Fica aqui a nossa dica! Vai lá conferir.


Como gente grande, com texto e imagens de Anouk Ricard, editora Hedra.

Neste livro, Anouk fala para as menorzinhos que estão começando a se perceber diferentes dos adultos. Percepção essa que mostra as limitações da infância.
"Criança não pode isso, criança não pode aquilo" "Só quando crescer vai dirigir, só quando crescer vai sentar em cadeiras grandes".
Então, qual a solução para virar grande de uma vez? Fazer tudo como gente grande!

Não usar mais a naninha


Sentar numa cadeira de gente grande



Dirigir um carro de gente grande




O autor expõe, com palavras na página da esquerda, o que a criança deve fazer para ser grande e na direita mostra em imagens as consequências de ser adulto antes do tempo.
A partir do meio do livro, ele mostra em texto e imagens os problemas que surgiriam desse repentino crescimento como não poder mais brincar no banho ou colocar o dedo no nariz.
Ilustrações simples e de poucos elementos, perfeitas para chamar a atenção dos pequenos. Formato quadrado (16cm de lado), facilitando levar na mochila.
Um livro muito divertido sobre essa vontade de ultrapassar etapas que todos temos, não apenas as crianças e que no fundo nos impede de aproveitar o momento.
Ótimo para trabalhar ansiedade e passagem do tempo com as crianças.
Frases curtas e letras grandes, pode ser usado para leitura compartilhada e leitores iniciantes que já conheçam minúsculas.


De Fábio Monteiro, com ilustrações de Mauricio Negro, editora Paulinas.

Comecei a leitura de forma despretensiosa mas logo nas primeiras páginas vi que se tratava de um livro especial, desses para ser degustados e não apenas digeridos.
Fechei-o novamente. Esperaria por um momento propício.

Hoje, com a casa em silêncio, sentei perto da janela, aproveitando o sol de um dia frio de inverno.
Música clássica e chá de canela completando a atmosfera.

 Pelas mãos de Mauricio e a voz de Fábio visitei a terra seca e conheci árvores que nem sombra dão.
Acompanhei o menino que esperava ver o mundo através do amigo pássaro. Quando a aridez da paisagem se fez mais forte, o pássaro mostrou a felicidade dos rios e nascentes. Vi também outras paisagens onde a seca se espalha.

 
Poesia em texto e imagens que se completam. Direto para a prateleira dos preferidos.
Obrigada, Fábio e obrigada, Maurício por mostrar que a arte nos leva a outros lugares e ao outro em seus lugares.


A música que tocava no momento da leitura era Gymnopédia N. 1 de Erik Satie.

Você tem ideia o que seu Pet faz em casa quando você sai? Assista ao filme e descubra tudo.
imagem cartaz
 
“Pets – A Vida Secreta dos Bichos” Parceria da Universal Pictures com a Illumination Entertainment,
mostra o que os nossos animais de estimação fazem quando estão sozinhos em casa à espera de seus donos. Com estreia marcada para 25 de agosto em circuito nacional, o filme tem roteiro assinado por Cinco Paul & Ken Daurio e Brian Lynch e produção executiva de Chris Meledandri.

Começa com um curta dos "Minions Jardineiros" e quando soubemos disso a felicidade foi geral! Eles assistem a uma propaganda e o objeto que veem vira obsessão! Lá vão eles tentar ganhar dinheiro para comprá-lo. Claaaaro que tudo vira bagunça!

No filme PETS: Duke,  descontraido e brincalhão, chega à casa de Max como o terror em forma de cão. Acostumado a ter 100% da atenção de sua dona, Katie, Max se sente acuado ao perceber que terá que dividir seu lar com o recém-chegado. E o filme pode ser ótimo pra aproveitar e falar sobre o ciúmes (pela chegada de um irmão ou irmã, por exemplo). De como precisamos acolher e dividir, de ajudar ao próximo, da importância do andar junto, ficar atento, não dar conversa à estranhos.
 Eu Marcia e a Gi, fomos convidados para participar da cabine de impressa e levar nossos filhos.
As crianças vibraram, estávamos todos ansiosos para conhecer toda a história na telona. 
 Já na chegada, todos nós aproveitamos para tirar várias fotos com os queridos Pets. Levamos nossos Pets de pelúcia e sessão foi uma festa.
  E, claro, depois que saímos do filme, a admiração pelos Pets cresceu ainda mais. Nos divertimos muito!
 Todos nós encantados com todos os Pets. Entramos afirmando fãs de um pet, e saímos fãs de vários pets. 
O ator Luis Miranda, que estreia como dublador na pele do coelhinho Bola de Neve, o coelhinho que garantiu muitas risadas durante o filme. Miranda que tem uma voz marcante e ainda mais divertida, quando foi questionado sobre seu trabalho como dublador, ele alerta que o melhor a se fazer é entrar na onda do personagem: “Você tem que ceder ao desenho. Eu entrei no clima dele, o clima dele é maravilhoso”.
A Gisele encantada com a Gigi, agora afirma que esta sonhando com uma linda igual.
Meu filho Sylvio apaixonou pelo Max, agora, ele quer levar todos os amigos pra conhece-lo também.
Danton Mello é ator e dublador profissional, que emprestou a sua voz para nosso querido Max. Ele explica que a experiência foi desafiadora. “Na verdade eu tive que relembrar, eu cheguei aqui super nervoso”, conta o ator que, por anos, foi a voz oficial de Leonardo DiCaprio nos cinemas.
E eu, que sou fã do Tiago Abravanel que dublou um dos Pets, eu estava ansiosa para conhecer o Duke, grandão, lindão. Apaixonei mais ainda. Eu me diverti muito com eles todos.
Tiago Abravanel destaca a personalidade do seu personagem, que tanto irrita o protagonista Max: “Ele é um cara descontraído, estilo de vida legal, um tanto quanto bagunçado, descolado...”, conta.
Tiago responde sobre sua experiência em dublar Duke: “Eu fui muito feliz dublando esse filme. Eu me envolvi, chorei na dublagem, foi muito legal”, explica o ator.

No dia da cabine fez 3 semanas que a Pérola, cachorrinho da Ceci, morreu. Então eu, Gisele e a Ceci ficamos meio que emotivas com o final. Com os olhos molhados. Já digo que esperem as letrinhas subir que tem mais um pouco de animação.
Um filme fofo e apaixonante pra quem é Petlover! Recomendamos.
Hoje temos 2 contos do Oscar Wilde!

Coleção Folha Minha Primeira Biblioteca, volume 26. Adaptação Silvia Oberg e ilustrações liiiindas de Weberson Santiago.

O primeiro conto, O GIGANTE EGOÍSTA, mostra a história de um Jardim especial de um Gigante. Quase sempre depois das aulas, as crianças iam brincar no jardim do gigante. O jardim era verde e macio, com árvores floridas e frutíferas. Um dia, o gigante chegou e expulsou as crianças de lá. Bravo, mandou construir um muro em volta do seu jardim. Ninguém chegava perto. E tudo ficou quieto e frio. As estações do ano foram passando, mas no jardim do gigante, continuava a ser Inverno, sem flores, frutos e verde.. Isso porque as crianças já não brincavam lá. Como será que o Gigante vai resolver isso?

No segundo conto, O PRÍNCIPE FELIZ, uma estátua linda de um príncipe que vivia ali, foi erguida no centro da cidade, bem no alto de uma colina. Ela é toda feita de ouro, rubi e safiras. A estátua retrata a vida feliz do príncipe que, dentro dos muros do castelo, vivia feliz sem saber das misérias que seu povo sofria. Quando virou estátua, e ficou de cara com a realidade, não parou mais de chorar, apesar do seu nome "PRÍNCIPE FELIZ". Uma andorinha que passava por ali, pergunta o porque das lágrimas e, mesmo o inverno chegando, resolve ficar e ajudar o príncipe a melhorar a vida de algumas pessoas... Toda noite leva um pouco da riqueza da estátua para os moradores poderem comprar lenha, comida, roupa, remédios... Até o inverno chegar de vez. Uma história triste e bonita sobre amor, beleza, compaixão, ajuda, felicidade e riquezas. Muito bom! 

Geente! Preciso falar que essa coleção tem me surpreendido muito. Os textos são muito bons e as ilustrações maravilhosas. Um verdadeiro tesouro pra família. Um investimento maravilhoso.

Qualquer leitor pode comprar a coleção aos poucos nas bancas ou livrarias. Mas também pode adquirir pelo telefone ((11) 3224-3090 (Grande S. Paulo) e 0800 775 8080 (outras localidades)) e site www.folha.com.br/primeirabiblioteca