Dicas para ententer crianças presas em casa

Célio Coelho e João Cão - Editora Brinque-Book

Célio Coelho e João Cão, pela Editora BrinqueBook, da escritora premiada, Rotraut Susanne Berner,
tradução de Hedi Gnädinger. Uma divertida história, cheia de humor, que mostra como a amizade supera o preconceito.
Este é o novo livro da renomada autora alemã Rotraut Susanne Berner, que acaba de receber o prêmio Hans Christian Andersen, categoria ilustração. Realizamos aqui a contação de história, em seguida montamos nosso lanche, relacionado com a história, a partir da escolha do trecho que as crianças afirmaram mais ter gostado no livro.
O Ibby (International Board on Books for Young People), entidade responsável pelo Hans Christian Andersen, anunciou, durante a abertura da Feira do Livro de Bolonha, os vencedores do prêmio que é considerado o Nobel da literatura infanto juvenil. Os vencedores foram a ilustradora e escritora alema Rotraut Susanne Berner e, outro escritor chinês.
 
Esta linda historia de aventura, encanta a todos pelo seu lindo exemplo de amizade, superação, e respeito. O livro inicia apresentando um lindo mapa da cidade que eles vivem, e facilmente conseguimos identificar onde suas famílias residem. Todo o livro gira em torno deste dois queridos Célio Coelho e João Cão. E, estes nomes, assim como os outros demais nomes dos animais da cidade, tem sonoridade, as crianças amam, gargalham e se divertem com a apresentação de cada bichinho.
 
Ninguém sabe direito quando e por que as famílias Cão e Coelho começaram a se desentender.
A família Cão reuniam-se Segundas-feiras, quartas e sextas-feiras diante da casa da família Coelho e cantavam músicas para provoca-los.
A familia Coelho também tinham a mesma tradição, reuniam-se Terças, quintas-feiras e sábado em frente a casa da família Cão para revidarem.
Celio e João pediam sempre para seus pais, para brincarem no parque, para brincarem fora de casa, mas nunca suas famílias deixavam. Sem saber bem o motivo de toda esta desavença, nem sabiam como tudo isso começou, eles so queriam brincar. Ambos desejaram imensamente participar de uma importante corrida, todos os outros animais estariam lá, e eles queriam também.
E eles dão um jeito, eles conseguem, e chegaram quando os participantes já estavam enfileirados.
Ouviram desabafo, que recebe-los ali, "já estava mais do que na hora!"
Todos a postos, Cornélio corvo dá a largada e lá vão eles: Célio coelho, João cão, Catarina felina, Cora corça, Juvenal javali, Toddy bode, Jasmim guaxinim, Raissa raposa, Hugo texugo e Ofélia ovelha. O gramado do parque treme.
Este é o momento auge na contação de história, as crianças amam estes nomes, gargalham com o cantar e sonoridade de cada nome destes animais.
Corina coruja narra os acontecimentos e informa que Célio coelho e João cão abrem larga vantagem. E revezam a liderança.
Mas, uma chuva inesperada começa a cair. Uma tempestade, e a corrida é interrompida.
Encharcados, Célio e João continuam correndo. Até que Célio alerta o perigo, e eles resolvem parar. Permanecem juntos, se protegendo. Mas não sabem onde estão!
A chuva para e toda a cidade e convocada para comparecer a tenda de festas do parque para ajudarem na busca dos desaparecidos. Célio e João unidos, buscam solução, João fareja o caminho de casa e conseguem encontrar a pista ao caminho de casa.
Até que eles encontram Marina suína, chorando perdida, impedida de atravessar o rio, porque com a chuva ele tinha subido muito.
Mais que depressa, sem pensar duas vezes, os dois juntos, tiram os sapatos e decidem entrar na água para salva-la. E assim unidos, eles dois salvam a pequena Marina.
Quando chegam ao seu destino, e quando eles três entram na tenda, todos comemoram. Vibram! E decidem que Célio e João merecem uma recompensa.
O comitê organizador decide que eles devem ganhar o prêmio da corrida, mas...
devem dividir.
Agora a nova tradição é assim:
Segundas-feiras, quartas e sextas-feiras Célio anda com os patins.
Terças, quintas-feiras e sábado João anda com os patins.
E a surpresa que o livro revela é, e...
... aos domingos, eles andam de patins JUNTOS.
Uma divertida história, cheia de humor, que mostra como a amizade supera o preconceito.
 
 
Os ingredientes escolhidos para criação deste nosso lanche foram: mamão, manga, melão, queijo minas e uvas passas. Como fizemos primeiro os patins, as crianças animaram e pediram pares completos, porém, o destaque no livro foi, como esperado, o momento de amizade declarada, quando Célio e João brincam juntos, já amigos, se divertem e aprendendo a dividir o mesmo brinquedo.
Concordamos como o premio, este livro tem todos os créditos, é merecedor. O prêmio será entregue agora em agosto de 2016, durante o congresso internacional do Ibby, na Nova Zelândia. Vale a pena conferir este NOVO livro da escritora, nesta linda história de amizade que supera o preconceito.
Boa Leitura, e Bom Apetite!

0 comentários:

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)