O Pequeno Príncipe - Turma da Mônica, da editora Girassol

Estamos com uma nova parceira: EDITORA GIRASSOL.
\o/ Isso quer dizer que de vez em quando vamos receber alguns livros lindos deles para mostrar para vocês... E começamos com uma joia!
Um clássico da literatura mundial foi parar lá no meio da turma do Limoeiro!
O PEQUENO PRÍNCIPE tradução e adaptação de Leila Villas, ilustração de José Márcio Nicolosi. Editora Girassol.

Quase todo mundo já leu, ou sabe alguma frase do livro O Pequeno Príncipe. A história uma das obras mais traduzidas do mundo! Publicada em 1943 e traduzida para mais de 220 idiomas e dialetos. Antoine de Saint-Exupéry foi escritor, ilustrador e aviador francês. 
Em 1943 nos Estados Unidos, Saint-Exupéry foi exilado para a América do Norte, durante a Segunda Guerra Mundial, onde escreveu boa parte dos seus textos, inclusive esse. 
O autor realmente caiu com seu avião no Deserto do Saara e dizem que ele usou esta experiência como base para o livro. 
O livro é mais uma história de domínio público que ganhou versão linda da Turma da Mônica.

Muitas versões e adaptações já foram feitas do texto. Agora chegou a vez da Turma da Mônica!

Uma obra linda. Aqui estamos encantados com a qualidade das ilustrações e a adaptação do texto.

 É como ver uma peça de teatro onde os personagens da Turma da Mônica interpretam a peça O PEQUENO PRÍNCIPE. Aqui o Cebolinha vira o Príncipe, e não fala "elado", não! Aqui ele se transforma no Príncipe de verdade, com todas as características do personagem original.
Além do Cebolinha, o Mauricio de Sousa foi o escolhido para ser o próprio piloto. Mônica vive a Rosa que mora lá no B-612. E também temos o Louco, Astronauta, Jotalhão e Rolo. Como a história não tem muito mais personagens, os amigos da Mônica e Cebolinha, como Cascão, Magali, Chico Bento, não aparecem (para a tristeza de alguns fãs).

A História todo mundo conhece: São as memória do piloto que caiu no deserto e encontra um Pequeno Príncipe que diz morar num planeta distante. Ao longo do livro, o Pequeno Príncipe vai narrando as suas aventuras e desventuras para o piloto. O Príncipe está a procura de um carneiro para comer os Baobás que estariam crescendo em excesso no seu asteroide, chamado de B-612. Lá tem apenas uma rosa vermelha e três vulcões, sendo que um deles está inativo. Ao ouvir o Pequeno Príncipe, o piloto vai percebendo como as pessoas deixam de dar valor as pequenas coisas da vida a medida que vão crescendo.

Algumas das reflexões mais bonitas, ao meu ver, desta história:
Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.
É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou.
É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros.
É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar.
As pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes.
Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.
Suporte as larvas se quiser conhecer as borboletas.
Se tu vens às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz.
Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.

Esse livro é lindo e quem é fã da turma da Mônica vai ficar ainda mais apaixonado pela história!

Comentários

Veja também

Mostrar mais