Dicas para ententer crianças presas em casa

Livros para empoderar meninas

 A literatura é ferramenta para muitas lutas, uma delas é a igualdade de gênero. Toda menina deveria saber o seu valor. Toda menina deveria poder sonhar em ter qualquer profissão, livre dos condicionamentos de gênero. Toda menina deveria ter direito a andar na rua sem ser incomodada. Infelizmente não é assim, então nós como educadores, mães, pais e cuidadores precisamos nos comprometer para que o futuro reserve sorte melhor às meninas que virão.

Escolhemos uma seleção de livros com protagonistas femininas que toda menina e menino deveriam ler. Meninos precisam aprender a respeitar as meninas e protegê-las se for necessário. Procure os títulos na biblioteca da escola, peça para a professora do seu filho, pegue emprestado com alguém. Vamos fazer desse assunto uma prioridade.

Menina Iluminada


De Neil Gaiman com ilustrações de Charles Vess. Editora Rocco. Este livro é uma prece da mãe ao bebê que está chegando. Homenagem de Neil a uma amiga grávida. Lindo, de uma força vibrante! Sabe aqueles textos que fazem você sentir o peito inflando? Este é um deles. Vindo do Neil Gaiman, um dos maiores autores de fantasia e quadrinhos do mundo, só podia ser maravilhoso.

Quem tem medo de dizer não?


De Ruth Rocha, ilustrações de Mariana Massarani. Editora Global.
Este livro questiona a ideia de que as crianças precisam aceitar tudo o que os adultos impõem. A cultura do "adulto manda criança faz" pode ser muito prática na escola ou com os pais mas torna-se perigosa em algumas situações. Todos precisamos aprender a impôr limites e dizer não sem medo é o primeiro passo. Vale tanto para meninos como para meninas.


Malala 

De Adriana Carranca, ilustrações Bruna Assis Brasil. Editora Companhia das Letrinhas.
Este livro conta para as crianças a história de Malala, uma menina que vive numa área do Paquistão invadida pelo Talibã. Entre as imposições que o grupo fez a comunidade está a proibição das meninas estudar. Malala que não aceitou, sofre um atentado. sobrevive e passa a mostrar ao mundo o quanto as meninas sofrem com os regimes radicais.


Mariana do Contra

De Rose Sordi, Editora Moderna. Quando se nasce menina o certo é ser boazinha e não contestar. Esse não é o caso de Mariana, ela contesta tudo. Quer saber o porquê das coisas para não ser massa de manobra. Mariana é uma boa menina, não é má nem desordeira, só pensa por si mesma!



Ceci tem pipi?

De Thierry Lenain, ilustrações de Delphine Darand.
Max divide as pessoas entre as que tem pipi e as que não tem. Até que conhece Ceci, que mesmo sem pipi faz coisas incríveis. Max acaba entendendo que não é por que as meninas não tenham pipi que algo falta nelas.



Chapeuzinho Amarelo
De Chico Buarque, ilustrações de Ziraldo. Editora José Olympio. Chapeuzinho tinha medo de tudo, de minhoca, de trovão, até da própria sombra. Não falava pra não engasgar. Não ficava em pé com medo de cair. Até o dia em que encontrou o lobo. Foi passando o medo do medo que tinha do lobo. Um livro para pensar no quanto os nossos medos nos paralisam mais que a própria realidade.

A esperança é uma menina que vende frutas


De Amrita Das, Companhia das Letrinhas. Livro delicado e autobiográfico resultante de uma oficina que a artista fez na Tara Books. (Tara Books é uma editora na Índia onde são produzidos livros artesanais). Amrita decidiu contar um pouco da realidade das meninas indianas.

Ao relatar o encontro com uma menina que viaja sozinha no trem que pega para ir até a cidade onde fará o curso, Amrita traz a tona as recordações de uma infância de trabalho e pobreza. Questionando a sociedade patriarcal, Amrita mostra que do esforço dessas meninas resulta a esperança em um futuro mais justo.
A artista é uma das mais importantes representantes da arte folclórica indiana Mithila.

Para ver a segunda postagem da série, clique AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)