O Pavão Misterioso

Há vários formas de conhecermos histórias novas, principalmente quando somos crianças pré-leitoras:

Quando os adultos lêem livros, quando inventam histórias (de boca - como diziam minhas kids) e nas muitas cantigas, canções, folclore popular, parlendas...


Quando recebemos este livro da Companhia das Letrinhas, fui buscar láááá na minha memória, onde eu conhecia a história, e lembrei-me do Ney Matogrosso! Lembro de ser pequena e escutá-lo cantar a  música Pavão Misterioso... Muitos falam que é um cordel de João Melquíades Ferreira da Silva, e outros falam que é um cordel de José Camelo de Melo Rezende. Dizem que Melquíades reescreveu o Pavão Misterioso e a história ganhou fama, deixando Camelo triste a ponto de queimar seu cordel.

Bem, agora a Companhia das Letrinhas, junto com Ronaldo Correia de Brito, Assis Lima e Andrés Sandoval, publicaram a história: O PAVÃO MISTERIOSO.

Parte cordel, parte texto em prosa, Um vendedor de cordel está prestes a voltar pra casa após um dia de trabalho na feira, não vendeu nem um real e sabe que vai ouvir poucas e boas da mulher em casa: Por que ainda insiste em escrever e ilustrar cordéis, se ninguém mais se interessa por eles?

Quando está quase indo embora um guri chega e pede pra que ele conte uma das histórias. O vendedor pede pra ele sentar e fechar os olhos e assim começa a contar, em cordel, a história de dois irmãos que perderam os pais, mas ficaram com uma grande fortuna. 

Um deles resolve conhecer o mundo e o irmão que fica, pede pro outro trazer um presente: trazer pra ele a coisa mais linda que ele achar na viagem.  

Após um ano viajando o irmão conhece a história de uma moça presa numa torre, na Grécia. Quando a moça vai pra sacada, ele suspira e pede para um fotógrafo tirar uma foto pra levar pro irmão. Era a coisa mais linda que ele viu na viagem.

Quando ele dá a foto pro irmão, esse apaixona-se perdidamente e resolve libertar a moça da torre. E assim parte numa grande aventura em busca do amor.

Uma história popular brasileira, contada e cantada em verso e prosa
Fica a dica.
Boa leitura.

Comentários

Veja também

Mostrar mais