Robô Selvagem de Peter Brown

ROBÔ SELVAGEM um livro escrito por Peter Brown, um ótimo escritor, a Ceci adora todos os livros dele. Da editora Intrínseca.

É a história de um barco de mercadorias que afunda ao bater na costa de uma ilha e, com isto, várias caixas são destruídas e liberadas no mar.

Apenas uma caixa sobra intacta na ilha. 
Lontras que observavam o ocorrido perceberam a caixa que sobrou e tentam abri-la. Ao fazer isso, descobrem que ali tem um ser diferente. Ao encostar nele, clicam num botão, sem querer que inicia a mente do ser, que na verdade é um robô.

As lontras se assustam e fogem, enquanto o robô se apresenta. Na verdade descobrimos que é UMA robô.

Ela tem de se acostumar com o clima e aprender os costumes do local, pois não tem a menor ideia de como foi parar ali.

Na ilha só tem animais, são muito selvagens, como ela é muito diferente de todos, ninguém quer ser amigo dela e ainda por cima chamavam-na de monstro. O diferente sempre assusta.
Durante muito tempo, todos se afastavam. 

Aos poucos vai aprendendo a viver naquele ambiente hostil e como foi feita para ajudar, acaba aprendendo com os animais, vendo suas dificuldades e ajudando-os instintivamente. 
Com isso, os outros seres vão perdendo o medo de ficar perto dela.

Certa vez acontece um deslizamento e Roz (como a robô se chamava) acaba caindo em cima de uma árvore onde viviam uma família de gansos.
Roz por puro instinto pegou o ovo, único sobrevivente, o pôs no ombro e foi procurar ajuda, alguém que lhe daria dicas sobre como cuidar do achado.
No caminho o ovo se quebra e de lá surge um bebê ganso.

Um laço se forma. Não posso falar mais, pra não dar spoilers.

Ceci amou. Foi o primeiro livro que a fez se emocionar a ponto de chorar. Tem mistério, aventura, trama que prende e surpreende. Super recomendamos.

E mais umas perguntinhas: Será que tecnologia e natureza podem conviver? Será que um homem é necessário pra servir de mediador? 

Comentários

Veja também

Mostrar mais