Dicas para ententer crianças presas em casa

Dia da Consciência Negra - Livros com protagonistas negros. {POST I} - ATUALIZADO

Em Outubro, eu,  Gi, fui numa distribuidora de livros aqui de Brasília e uma professora que estava lá procurando livros para o dia da Consciência Negra me pediu ajuda. Daí quando cheguei em casa, resolvi fazer um post  de livros com personagens, e  principalmente, protagonista negros.

Então, eu, a Cathe, Silvana (@casadeleitores) e a Márcia (@boaleiturabomapetite) reunimos nossos livros e vamos mostrar o que nossos filhos já leram. Serão 3 posts feitos a 8 mãos.

Achei que eu não ia ter muitos livros, mas temos sim! E algumas editoras parceiras gentilmente mandaram outros tantos livros pra gente mostrar pra vocês!
Em alguns os personagens são negros, em outros o tema são as lendas, religiões e histórias do povo trazido a força da África. Em outros livros vamos mostrar o preconceito e racismo sofridos.
Então vamos lá!

Neste post específico (que é 1 de 3), vamos mostrar livros onde o protagonista é negro. Tenho várias amigas que me pedem indicação de livros onde seus filhos possam se ver. Ouvi de uma pessoa que ela sonhava ler para os filhos e alunos livros com histórias comuns, não necessariamente sobre questões raciais. Esperemos que um dia isso seja tão corriqueiro que soe estranho fazer um post sobre livros com "protagonistas negros".
Infelizmente, por enquanto, muito precisa ser feito para elevar a autoestima das crianças e mostrar o valor, a força e a herança maravilhosa que carregam.
Ah, desde já queremos pedir a colaboração de vocês, se alguém achar que algum dos livros pode ter conteúdo ofensivo, avise que prometemos reler e colocar um aviso junto a resenha, afinal nosso papel é ajudar os mediadores a apresentar e levantar questionamentos através da literatura.
O post vai ser atualizado constantemente. =) A lista vai crescer!

---------------------------------------------
Atualizações:


 AS RAÍZES DE LURIEL de André Biazoti, com ilustrações de Marcos Almeida. Da editora Evoluir.

O livro conta a história de Luriel, que passa as férias no sítio dos avós todo ano, sempre descansando, brincando e comendo os bolinhos que sua avó faz. Depois dos bolinhos, ela descobre coisas novas, como a produção de alimentos orgânicos, agroecologia, etc. Mas também existe um vizinho que está deixando a família preocupada: colocando muito veneno na plantação dele e está afetando o meio ambiente. O que será que eles poderão fazer para impedi-lo?

 PEQUENAS ALEGRIAS de Neusa Sorrenti e ilustrações de Walter Lara.
Recebemos o livro da Mazza edições.

Um conto que narra a história do casal Margarida e Severo e de seus projetos em relação à educação da filha Angelina. Como é difícil educar uma criança! Ainda mais quando a mãe o pai, pensam ão diferente um do outro. A mãe, econômica e realista, vivia em constantes divergências com o marido, trabalhador e super sonhador. Como presente de aniversário de oito anos,Angelina quer porque quer uma bicicleta cor-de-rosa, cujo preço é muito acima das posses dos pais. Como fazer pra realizar o sonho da guria? E quando uma resolveu levar também o seu presente. E agora vai ter confusão na certa! Uma história sobre coisas simples da vida, gentileza, amor e equilíbrio. Perfeita pros dias de hoje.

Os 4 livros a seguir fazem parte da coleção DE LÁ PRA CÁ. Histórias mundialmente conhecidas, adaptadas à realidade brasileira, como se Perrault, Andersen ou Grimm tivessem nascidos aqui, no Brasil. 

CINDERELA E CHICO REI. Adaptação de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho e ilustrações de Walter Lara. Recebemos o exemplar da Mazza Edições.

Era uma vez uma guria chamada Abioye, uma princesa africana trazido para o brasil num navio negreiro. Seus pais, reis da África haviam morrido na viagem e ela foi vendida como escrava para uma mulher muito má que tinha 2 filhas ruins. Certo dia ouviu um homem anunciando que haveria um baile no palácio do Chico Rei, ex-escravo bondoso que se tornara o homem mais poderoso e rico do lugar, inclusive comprava a liberdade de muitos homens. Cinderela, assim era chamada pelas donas da casa, pois estar sempre em função das cinzas do fogão, sonhava em ir ao baile. Mas como? Não tinha sapatos, ou vestido bonito... Triste estava a ponto de dançar com uma vassoura, para tentar espantar um pouco a solidão e tristeza, quando ouviu... "Abóbora, abobrinha/se transforme em carruagem/pra levar essa mocinha/numa pequena viagem... Quem será que ajudará Aboiye a realizar este sonho?

AFRA E OS TRÊS LOBOS-GUARAS. Adaptação de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho e ilustrações de Walter Lara. Recebemos o exemplar da Mazza Edições.

No seu aniversário Afra ganhou um vestido novo, sapatos novos e uma sombrinha. Saiu toda exibida pra mostrar como estava linda e ao passear no parque, descobriu uma casinha. Curiosa que só ela, foi entrando e sentando nas cadeiras que tinha. Uma dura de mais, outra baixa de mais e outra perfeita... Ops! Afra quebrou a cadeirinha... E assim foi entrando na casa e provando as coisas até ficar com sono e dormir na caminha com cheiro de Alfazema. Porém os 3 Lobos-Guarás, donos da casa, chegam e não gostam nada, nada da bagunça. Será que a guria vai escapar impune? 

RAPUNZEL E O QUIBUNGO.  Adaptação de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho e ilustrações de Walter Lara. Recebemos o exemplar da Mazza Edições.

Uma vez na Bahia nasceu uma guria com longos cachinhos pretos que cresciam rapidamente e uma voz doce e melodiosa. Seu canto era muito belo. Certa vez um Quibungo passava lai por perto e ficou maravilhado com o canto doce de Rapunzel e a raptou, colocando-a numa torre no alto de um bambo. A guria cantava um lamento triste e a melodia chegou aos ouvidos de um príncipe que passava por ali. Será que ele vai descobrir como salvar a dona da bela voz, e derrotar o Quibungo monstruoso?

 JOÃOZINHO E MARIA.  Adaptação de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho e ilustrações de Walter Lara. Recebemos o exemplar da Mazza Edições.

Na Serra da Mantiqueira vivia um homem pobre numa barraca, com seus dois filhos e sua nova mulher. Ela maltratava os enteados quando o marido saia. As crianças com medo dela, não contavam pro pai. A mulher não aguentava mais as crianças e como era muito faminta e eles eram muito pobres, resolveu se livrar das crianças pedindo que ela fossem bem longe buscar frutas... Mas na verdade ela queria que se perdessem... E foi o que aconteceu um dia. As crianças foram tão longe que não conseguiram achar o caminho de volta. Como são brasileiros e não desistem nunca, resolveram procurar o caminho de casa, mas  o que acharam foi algo incrível: uma casa toooda feita de doces! Começaram a comer e a comer, mas aí ouviram:Come, come meu ratinho./Quem está comendo meu docinho? E BUM! Foram fisgados pra dentro da casinha! E agora? O que será que vai acontecer com Joãozinho e Maria?

Adoramos esta coleção. O texto não é longo, perfeito pra ser lido antes de dormir, por exemplo. As ilustrações de Walter Lara são muito bonitas. A ideia da coleção é maravilhosa. Me deu muita vontade de ler outras histórias clássicas adaptadas à nossa realidade, à realidade do nosso povo, da nossa cultura. 

CORDEL ADOLESCENTE, Ó XENTE de Sylvia Orthof e ilustrações de Joana Lira.
Editora FTD da série QUERO MAIS.

Doralice é uma garota de 13 anos que vive de contar histórias nas páginas de seus cordéis, que expõe nas feiras do Nordeste. Um dia ela conta a história, toda rimada, de uma guria que tem o primeiro beijo roubado por um cangaceiro, que vai embora, deixando a moça suspirando e sonhando com o primeiro amor. Acontece que ele volta, um mês depois e quer roubar um segundo beijo, só que a moça decide que quem decide quem vai beijar é ELA e ninguém pode decidir por ela. Um final que nos pega de surpresa e diverte ao mesmo tempo. Divertido e super atual, feminista, mesmo o texto tenha sido pulicado pela primeira vez em 1996. Adoramos.

MARIA BORRALHEIRA de Silvio Romero e ilustrações de Rosinha, da editora Scipione.

Outra versão do clássico da Cinderela, adaptado a Cultura brasileira. O livro é um conto popular, recolhido por Sílvio Romero no interior de Sergipe. A guria do Nordeste tem quase os mesmos problemas da Cinderela europeia: órfã de mãe, ela vive com uma madrasta malvada e duas irmãs invejosas. A vida dela não é fácil. Mas você acha que uma fada madrinha vai aparecer? Nãnaninanão! Maria Borralheira tem como protetora uma vaquinha encantada, um presente deixado pela mãe. A história é muito bonitinha. 
As ilustrações de Rosinha são feitas de retalhos de tecido e tintas. Muito lindas.

 O COLECIONADOR DE PEDRAS de Prisca Agustoni e ilustrações de André Neves. Editora Paulinas.

O guri Ambaye adora pedras e com elas cria histórias, cria poesias. Embora sozinho, nunca se sente só, pois vê beleza nas suas raizes e em tudo e isso enche seu coração. Já Noémia, ao contrário, é triste e seus olhos têm uma solidão profunda. Vive sozinha sem sonhos, sem vontades, sem comunidade. Quando os dois se encontram a tristeza de Noémia preocupa Ambaye, que tenta a todo custo fazê-la sorrir. Ele resgata seus conhecimentos ancestrais, utiliza a arte da escuta, da conversa com o olhar e, finalmente ele e Noémia descobrem o sentido da amizade. Uma história bem bonita.

---------------------
OPS de Marilda Castanha, editora Cosac Naify. Um livro cartonado para bebês.

O livro só tem a palavra OPS. Ele brinca com a rotina do bebê e sabemos que por onde ele passa, pode acontecer um OPS a qualquer momento. Fofinho.

 CADÊ? de Graça Lima. Editora Nova Fronteira.

Um menino pequeno brinca de esconde-esconde com sua mãe. Ela sempre pergunta onde ele está e ele está debaixo da girafa, perto do leão, ao lado do urso polar. O guri imagina-se em outro lugar. Com frases curtas e texto caixa alta. Adoramos.

O BALDE DAS CHUPETAS de Mariana Massarani, Editora Brinque-book.

A gente já amava e conhecia, mas não tínhamos ainda no nosso acervo. Na foto o narrador conta que durante o dia a chupeta fica na gaveta. O livro é fofo demais. E agora faz parte da série Brinque-Book na Mochila. O guri cresceu e não pode (segundo os pais) andar por aí com o bico na boca. Uns sugerem colocar no lixo, outros dar para as formigas, mas ele quer ficar com esse objeto tão querido. Como solucionar o problema? Bem, pra isso que servem as tias criativas! Ela tem uma ideia genial! Livro da dupla Hetzel & Massarani que taaaanto amamos!

BOLA VERMELHA de Vanina Starkoff.

Um presentinho da @arcoirisdf. Livro da Pulo do Gato. Um guri acha uma bola vermelha no chão e tenta descobrir o que é e ao mesmo tempo, devolvê-la pra seu devido lugar. É um passarinho? Uma fruta? Uma bola? O que será que pode ser. Um livro sem texto e cheio de possibilidades. O livro recebeu Menção Honrosa no concurso livro álbum “A la orilla del viento”, no México, em 2010.

ANA, O CACHORRO E A BONECA de Léia Cassol e Fernando Geisel Jr., Editora Cassol.
sobre a Ana que tem cabelo feito molinha de caderno, cor de chocolate e olhos muito curiosos. Uma história acumulativa que mostra um pouco da cultura africana na vida da guria. 

Além das características físicas, dos seus brinquedos, a história mostra as coisas que ela e a mãe fazem e de como tudo isso a torna especial!

DANDARA, O DRAÇÃO E A LUA de Maíra Suertegaray e Carla Pilla. Editora: Cassol.
Ganhamos da editora Cassol.

É a história de uma menina curiosa que quer saber tudo sobre o Céu.. PERGUNTA, PERGUNTA E PERGUNTA tanto em casa quanto na escola! E com isso ela acaba conhecendo o ciclo da água e a importância da preservação do meio ambiente, para que a água e o céu estejam sempre limpos!

NA VENDA DA VERA de Hebe Coimbra e ilustrações de Graça Lima, Editora Manati.

Faz parte da coleção 'Tirando de Letra'. Foi desenvolvida para reforçar, complementar e estimular os processos de alfabetização e letramento. Este é o dedicado à letra V.
Pouco texto, letra bastão, fonte grande. Ilustrações lindas, coloridas e grandes também.
É uma história divertida sobre uma senhora que tem uma venda e, para atrair os seus clientes, anuncia em voz alta produtos diferentes. Muita gente acredita mesmo que ela vende os produtos anunciados, mas outros só acreditam vendo. E aí? Será que ela fala a verdade ou fala mentiras? 

SELOU E MAYA de Lara Meana, María Pascual, Graziela R. S. Costa Pinto. Editora SM.
Foi um dos livros da coleção Itaú do ano de 2016.
É daqueles livros que em cada lado tem uma história diferente.

Num lado vemos a rotina de Selou e seu pai. Na outra ponta temos a rotina da sua vizinha Maya e sua mãe. O final do dia é no meio do livro. Amamos as ilustrações. Muito fofo.

QUERO SER DO MEU TAMANHO
Recebemos da Distribuidora Casa de Livros


O guri começa a perceber mudanças. O sapato e a camiseta preferida não servem mais, a cama começa a ficar apertada assim como o cadeirão de bebê. Mas ao mesmo tempo ele ainda não consegue alcançar a primeira gaveta da cozinha, o sapato do pai é gigante. Então começa a ter sonhos e pesadelos onde seu olho cresce mais que a cabeça ou sua língua é tão grande que não consegue movê-la. O que será que está acontecendo? Um livro sobre crescimento.

 JOÃO FELIZARDO - O REI DOS NEGÓCIOS de Angela-Lago. Da Cosac Naify.

Um guri recebe de herança uma moeda e sai pelo mundo trocando-a por muitas coisas. Um cavalo, um burro, um passarinho...
Um pedacinho da Sinopse oficial do livro:
"E assim aprende que a felicidade está justamente na brevidade e na simplicidade, que o acúmulo não leva à riqueza, e que o desprendimento e a renovação garantem o ciclo da vida. Um material rico para refletir sobre o valor simbólico dos objetos e até sobre o consumo. Delicado, comovente e, ao mesmo tempo, intenso..."
Lembro de ter ouvido de um aluno: -"Que guri burro!"
E daí começamos a discutir sobre o significado do livro, do que nos deixa realmente felizes (isso tem preço?). Um livro mais que necessário. Ainda mais que a Angela nos deixou este mês.

A ÁRVORE DO BETO de Ruth Rocha e Mariana Massarani, da editora Salamandra.

O livro é muito fofo.
Beto sempre quis uma árvore de Natal. Mas chegava perto da data e o pai já avisava que não tinha dinheiro sobrando pra essa extravagância. Mas era o sonho do guri. Então ele planta uma muda num terreno perto de casa e tooooodo dia vai cuidar da plantinha.
Até que chega o Natal. Será que Beto vai ter coragem de cortar a árvore (que agora nem é mais só dele) e levá-la pra casa?

ADAMASTOR, O PANGARÉ de Mariana Massarani. Editora Melhoramentos. O guri está furioso. Acaba de descobrir que não vai ganhar o irmãozinho que tanto queria, mas sim uma irmã! Refugia-se no quarto e pra passar o tempo resolve desenhar. Mas não é um desenho qualquer. É o desenho de um pangaré que ganha vida!

Agora ele tem um cavalo de verdade dentro do apartamento apertado. Ele galopa tanto que a vizinha de baixo e a mãe reclamam. Será que ele vai conseguir disfarça-lo pra poder ficar com ele em paz? Um livro que trabalha a chegada de um novo membro na família de um jeito leve. Fofo.


BANHO de Mariana Massarani. Editora Global.

A mãe acaba com a brincadeira e manda os 4 irmãos pro banho. Lá as crianças criam uma pororoca e com muita imaginação transformam um simples banho numa verdadeira festa. Bem, todos menos um deles... Cadê o Edmilson mesmo?


 GERALDO E A FADINHA DO PUM de Emílio Braz e Maurício Veneza. Editora Rovelle.
Recebemos da Distribuidora Casa de Livros.


Inspirado em personagem criado pelo contador de histórias gaúcho Victor Ziegle, 'Geraldo e a fadinha do pum' é a história de um guri que soltava muito pum (nem os colegas aguentavam mais) e seu encontro inusitado com a própria Fadinha do Pum. Vou dar um spoiler. A fadinha é um cocozinho com asas e varinha! kkk As kids pequenas morrem de rir.

TEQUINHO E O ENSAIO DA BATERIA.
Já falamos dele AQUI.

MÃOS DE GODÊ de Binho Cultura e ilustrações maravilhosas de Cris Eich. Editora Zit.
Recebemos da Distribuidora Casa de Livros


O livro vem com uma jaqueta que abre pra você fazer um painel, como a guria da história!!!! 💖

Ela quer mostrar que o mundo pode ser bem mais bonito quando enfeitado e colorido. Ela tem olhos de artista e nada passa ileso. Tudo pode se transformar. 
O texto é curto, com letras grandes. ótimo pra quem está começando a ler sozinho.
Quando o expectador olha para a Arte não vê a cor, a idade de quem fez, ele só admira. Godê mostra que devemos fazer arte sim, mas sem esquecer de quem somos. Muito bonito. 

 CONTROLE REMOTO de Tino Freitas e ilustrações de Mariana Massarani, editora Manati.

A cegonha trouxe o guri e na cesta tinha uma chupeta, um bebê, fraldas e um controle remoto. No início esqueceram deste último objeto e a vida era só alegria. Porém chegou numa fase de birra, choradeira e noites sem dormir, aí lembraram do controle. 
No início apertavam o PLAY e o menino sorrindo ficava muito faceiro. Mas no meio da brincadeira vinha o STOP e em seguida o MUTE (nada de reclamar) e o SLEEP. Os pais amaram este novo poder e as coisas começam a ficar só no REPEAT. Será que vão perceber que guri não pode ficar tão preso a comandos frios assim?

 MARINELA de Luciana Grether. Editora Zit

Marinela vive com a avó (que considera uma fada madrinha) e a tia (que considera uma rainha) no agreste nordestino. Elas contam pra guria que um príncipe encantado virá para casar co ela. Passa os dias bordando, se refrescando no riacho, curtindo as folhas caírem, brincando com o vento, cozinhando, cantando e tocando. Um dia, quando cresce, avista um homem chegando, mas não é um príncipe... Quem será?

O MENINO QUE NÃO NASCEU DA BARRIGA DA MÃE de Carmem Lucia Eiterer e ilustrações de Augusto F. Oliveira. Editora Mazza Edições.

O guri explica ao leitor como ele não nasceu da barriga da mãe. Ele conta como algumas plantas nascem de sementes, como alguns animais não nascem da barriga de suas mães também. Fala que ele e a irmã foram adotados. A mãe deles foi buscá-los no Juizado da Infância, e não na maternidade.  No início ele não entendia direito esse negócio de ser filho e ficava muito triste e com medo. Mas agora entendia que a mãe dele desejou-o um tempão, é quem cuida dele desde pequeno, quem lê histórias pra ele, quem leva ele sempre pra passear e pra escola, quem ama-o e dá broncas, quando precisa. Não é igualzinho a tua mãe?

NO PARQUE de Iuri Pereira, ilustrações Rebeca Luciani, da editora SM
Já falamos dele AQUI.

QUERO NASCER DE NOVO De Ilan Brenman, ilustrações Catalina Echeverri, editora Saber e Ler. 
Recebemos da Distribuidora Casa de Livros este exemplar super divertido que mostra o ponto de vista de uma criança de 3 anos à espera do irmão. São muitas dúvidas que rondam a menina "Como ele consegue ficar aí dentro?" "Será que não se sente apertado?" 

"Por que seu peito está tão grande?" Ilan responde com clareza e bom humor a todas as perguntas. Para piorar as pessoas só falam do irmãozinho. Um dia ela não aguenta e explode!!!! Mas a mãe e o pai logo mostram fotos e contam como foi que ela nasceu.

CADARÇOS DESAMARRDOS de Madu Costa e ilustrações de Rume Filho. Mazza Edições.
Recebemos da Distribuidora Casa de Livros

Mariana tinha AR e MAR no nome. E vivia entre um e outro. A cabeça viajava sonhando. Era curiosa e gostava muito de imaginar. E de tão distraída, vivia com os cadarços desamarrados e era SÓ isso que os adultos reparavam. Levava bronca dia e noite, em função dos cadarços sempre soltos. Ela deixava os cadarços desamarrados para os pés ficarem livres e correrem pelo seu pensamento. Onde já se viu amarrar os pés? Precisam ficar soltos para voar. 


CA-TA-RI-NA de Thais Laham Morello, ilustrações de Rita Taraborelli, editora Carochinha.
Já falamos dele AQUI.

3. MARCO QUERIA DORMIR de Gabriela Keselman e ilustrações de Noemi Villamuza.
Da Companhia das Letrinhas.
Um livro pra quem tem dificuldade em pegar no sono.
Já falamos dele AQUI.

LULU ADORA BIBLIOTECA de Anna McQuinn e ilustrações Rosalind Breadshaw. Pallas editora.

Mostra uma filha que aguarda ansiosamente ir à biblioteca com sua mãe. Explica para crianças pequenas como funciona uma biblioteca: É preciso cuidar dos livros, há um espaço especial para crianças, é preciso ter silêncio, a bibliotecária está lá para ajudar as pessoas.
As ilustrações são lindas e o texto são frases curtas. Ótimo para leitores iniciantes.

 CARTOLA de Edinha Diniz e Angelo Bonito. Editora Callis.

Neste livro, a autora nos conta, de forma resumida, como foi a infância e juventude de Cartola, estrela de primeira grandeza do samba carioca que, junto com um grupo de amigos do morro, fundou a Estação Primeira de Mangueira, uma das principais escolas de samba do Rio de Janeiro. Ela apresenta ainda alguns dos elementos que contribuíram para a composição da obra deste talentoso músico.

FABÍOLA FOI AO VENTO de Ricardo Benevides e ilustrações de Marcelo Ribeiro. Editora Revan.
Eu adoro esta versão do livro, que é a mais antiga. Tem uma nova com outras ilustradoras que não curti.

Fabíola mora num morro no Rio de Janeiro e todo dia desce com seu cachorro Titã, sempre no mesmo horário. 
Acontece que Titã dispara e a guria aos poucos vai se transformando de FábÍola em FabiOla: Uma pipa com rabiola!
Com a corrida de Titã cada vez mais rápida, Maria segura firme na coleira e os pés saem do chão. Muita gente acha um absurdo uma guria voando a cima deles, mas Maria só acha graça e vai subindo cada vez mais alto.
Adoro como o ilustrador explora o amarelo nas ilustrações. 
O texto é ótimo, assim como as ilustrações. 
Quem nunca teve vontade de voar? Basta ter um cachorro veloz como da Maria!

5.AS FALAÇÕES DE FLÁVIO DE Rogério Trentini. Editora: Companhia das Letrinhas.
Um menino que fala pelos cotovelos!
Já falamos dele AQUI.

GABRIELA A PRINCESA DO DAOMÉ de Marta Rodrigues e ilustrações de David Smyth. Mazza edições. 
Recebemos o livro da Distribuidora Casa de Livros.

Uma moça entra no ônibus e senta do lado da guria de trancinhas no cabelo. A guria em questão é a Gabriela de quase 8 anos. Ela gosta muito de conversar e vai logo falando sobre a sua vida. Que é filha de um alemão de Benim, fotógrafo, com uma rainha brasileira (que está sentada a trás dela com seu irmão no colo), ela é uma princesa Daomé (um estado africano que corresponde hoje ao Benim. Pode referir-se a: Reino do Daomé - um reino africano pré-colonial (1600-1900) fonte: Wikpédia), já o irmão de dois anos é um guerreiro porque superou uma doença grave. Pedro se curou porque aprendeu a enfrentar o medo com a ajuda dos ancestrais africanos.
Fala sobre sua vida livremente que impressiona a moça que está indo trabalhar. 

GALO BARNABÉ VAI AO BALÉ de Jonas Ribeiro e ilustrações de Ana Terra. Editora Brinque-Book. 
Esse livro foi comprado anos atrás, quando minha Ceci era A-PAI-XO-NA-DA por balé. E como a guria da história, ela amava dançar. 

Tudo era motivo pra bailar. Um dia, de tanto rodopiar, caiu de cabeça e, na testa, nasceu um tremendo de um galo. Até aí, as duas se pareciam. Porém o galo de Ana Carolina, no livro, é muuuito mais exibido. Ele se chamava galo Barnabé, fica sempre a 'fazer festa na testa' de Ana Carolina. Com isso a professora de balé decide que a guria não vai mais dançar. E essa decisão deixas as amigas dançarinas louquinhas! Será que vai ter apresentação? Será que o galo vai sossegar? 

6.A JORNADA DO PEQUENO SENHOR TARTARUGA de Inge Bergh, Inge Misschaert e ilustrações de Kristina Ruell. Editora Pulo do Gato.

O pequeno Yomi adoece gravemente e precisa ser examinado por um médico do hospital da cidade distante. Com o filho nos braços, a mãe de Yomi inicia a longa viagem: a pé, de burro, de caminhonete, de carro. O trajeto parece não ter fim. Para distrair e encorajar o filho, a mãe conta a história do pequeno senhor tartaruga, que realiza uma perigosa jornada em busca da realização de um sonho.

O PRESENTE MAIS IMPORTANTE O PRESENTE MAIS IMPORTANTE DE TODOS de David Conway. Editora FTD.

A garota Ama ganha um novo irmãozinho, Azizi. O povo do vilarejo veio trazer presentes de boas-vindas para Azizi, mas Ama não sabe o que dar a ele. Ela pergunta para vovó Sisi, que lhe diz para dar-lhe amor, o presente mais importante de todos. Mas onde Ama encontraria este presente? Tanto o texto quanto as ilustrações são lindíssimas!

VALENTINA de Márcio Vassallo e ilustrações de Suppa. Editora Global.

Era uma vez uma guria princesa chamada Valentina acreditava ser especial, diferente e morar num castelo. Vivia longe de tudo. Ela não entendia por que precisava ficar sozinha lá me cima, no castelo, enquanto seus pais saíam pra trabalhar. Ao decorrer da história o leitor e a própria Valentina vão descobrir juntos que o castelo fica no morro do Rio de Janeiro, no meio de outros castelos iguais ao dela. As ilustrações com tinta, sucata e colagens de papel dão um realismo a mais pra história. Adoramos.

O REI E A TARTARUGA. Baseado em um conto popular de São Tomé e Príncipe de autora desconhecida. Adapatção Susana Ventura e ilustrações Sidney Meireles. PubliFolhinha.

A tartaruga vivia pelo castelo, era muito faladeira. Um dia disse que seria capaz de adivinhar o sonho do rei. Claro, que chegou aos ouvidos de sua majestade... E como ele era muito curioso, mandou chamá-la para que adivinhasse o que ele havia sonhado na noite anterior. Será que a tartaruga consegue mesmo adivinhar os sonhos?

A PRIMEIRA PALAVRA DE MARA de Angel Domingo e ilustrações de Miguel Franco.
O livro foi enviado pela Jujuba Editora.
Que livro divertido!

É a história de uma família que quer ajudar a pequena Mara a falar sua primeira palavra.
A família da mãe, quer que ela fale MAMÃE. Mas a mamãe quer que ela fale PAPAI. A família do pai, quer que ela fale PAPAI... Mas o pai quer que ela fale MAMÃE. E aí tem o metido do irmão mais velho. O que será que ele está aprontando?

A única ressalva é que, na minha opinião, a primeira palavra de Mara deveria aparecer, depois de uma virada de página, do lado esquerdo. A história ficaria com mais suspense.
De resto, é perfeita. Rimos de montão.

 MINHA ESTRELA VAI BRILHAR de Mina Javaherbin e ilustrações de Renato Alarcão. Editora Rovelle.
Qual é o sonho da maioria das crianças do Brasil? Com certeza, em algum ponto da vida, elas já disseram: SER JOGADOR DE FUTEBOL.
Enquanto esse sonho não se realiza, os guris seguem

ajudando as famílias, jogando bola e sonhando muito.
Ah! Que ilustrações lindas!

ODEMAR
Já falamos dele AQUI.


LETRAS DE CARVÃO de Irene Vasco e Juan Palomino. Um livro da editora parceira PULO DO GATO.
Já falamos dele AQUI.

A MENINA QUE NÃO ERA MALUQUINHA E OUTRAS HISTÓRIAS de Ruth Rocha e Mariana Massarani. Editora Melhoramentos.

Várias histórias divertidas. Oscarzinho fazia de tudo para ganhar uns trocados, até alugar a irmãzinha!… Já aquela menina dizia que NÃO ERA maluquinha! Quando precisou mudar de cidade e de colégio, apronta  maluquices, e deixa a Dona Brites, professora dela, maluquinha! A Gabriela adorava ir para a escola a pé e ver as coisas todas que aconteciam na rua. O problema é que, às vezes, ela se esquecia de ir pra escola. E aquele menino quis pregar uma peça nas tias, mas acabou sobrando pra ele mesmo.

10.TANTO TANTO de Trish Cooke e ilustrações de Helen Oxenbury. Editora Àtica.

Um livro recheado de afeto.
Uma família grande se reúne para fazer uma festa-surpresa. Enquanto esperam o aniversariante, tia, avó, primo, tio, afilhado, ou seja, todos os parentes vão chegando e querem paparicar, beijar o bebê da casa e brincar com ele. As ilustrações são divertidas. Muito legal ver a casa enchendo de felicidade e amor. Dá uma saudade das reuniões de família da minha infância. 

GERTRUDES SABE TUDO. Recebemos o livro do autor. Da Gulliver editora. Ilustrações Gutto Paixão e texto de L. Rafael Nolli.
Já falamos dele AQUI, no post sobre Bullying.

PRETINHA DE NEVE E OS SETES GIGANTES de Rubem Filho. Editora Paulinas. Temos este livro desde 2010.
Foi muito lindo e relido.

Pretinha da Neve mora com a mãe e o seu padrasto, o Rei, no Monte Kilimanjaro (norte da Tanzânia). Um lugar muito alto onde caía neve sempre. Um lugar super gelado e a sensação de frio era maior ainda porque a guria vivia sozinha, já quer era a única criança do castelo. O rei era muito guloso e queria sempre que a própria rainha preparasse guloseimas pra ele, num enorme tacho de cobre. Um dia, Pretinha se olhou no fundo do tacho e perguntou: "Tacho de cobre, existe menina mais solitária do que eu?". O que será que o tacho respondeu? Bem, a conversa motivou Pretinha a descer o monte e conhecer o "lá embaixo", um lugar que nunca tinha neve. Um releitura, com pitadas de humor, do clássico da Branca de Neve.

O GUARDIÃO DA CHUVA. Texto de Dailza Ribeiro e ilustrações de André Flauzino. Recebemos o livro da editora Bambolê.
Adoro as ilustrações.Olha o olhar do guri!
Já falamos dele AQUI.

CADERNO DE RIMAS DO JOÃO de Lázaro Ramos e ilustrações de Maurício Negro.
Recebemos da Pallas editora.

João aprende com a prima o que é uma rima e ama! Decide começar um caderno com poesias de sua autoria. Tudo serve de inspiração: a mãe, o amigo, os artistas, a TV, as notícias, o esporte, sua cultura, seus sentimentos.
Lázaro fez uma lista de palavras que gostaria de explicar para o filho de 4 anos (algumas importantes pra família, outras divertidas, outras necessárias). Uma espécie de dicionário, para os pais explicarem coisas para os filhos de maneira poética.
Cada página, uma palavra. Letras grandes e ilustrações marcantes.

FOI ELE QUE ESCREVEU A VENTANIA de Rosana Rios e ilustrações de Maurício Negro. Editora Pulo do Gato.

Recebemos o livro da Distribuidora Casa de Livros.
Tui sempre vai pra escola a pé debaixo do sol escaldante. Um dia descobre um poema pixado no muro. Ele o acha tão bonito que o copia no caderno. Chega na escola e vai direto pro caixote dos livros pra pegar o livro de poesia (que ninguém mais gosta, só ele), o seu favorito. Brincava de ler poesia. Quando chega em casa à noite, fica sabendo pela TV que o poeta do livro havia morrido. Que tristeza, seu poeta havia morrido. Poetas também morriam. Então, Tui sonha com o poeta e deseja um dia ser como ele. Lindo.

DOIS CHAPÉUS VERMELHOS de Ronaldo Simões Coelho e Humberto Guimarães. Aletria.

Chapeuzinho Vermelho, lendo um livro, descobre o Saci e resolve mandar um e-mail pra ele, já que os dois têm algo em comum: o gorro vermelho.
O legal da história é ler a correspondência dos dois, no início, bem formal e a medida que vão ficando mais e mais amigos, a conversa fica mais coloquial. Os dois conversam sobre o Brasil, sobre a fauna, personalidades importantes, como Santos Drumont, sobre literatura infantil, sobre folclore e costumes, sobre Monteriro Lobato e sobre o Sítio do Pica-pau Amarelo.
Mistura brasilidades com e-mail, webcam e @s.
Texto bem divertido e informativo.

ONDE O SOL NÃO ALCANÇA de Janaína Michalski e ilustrações de Alê Abreu.
Editora Nova Fronteira.

Amo estas ilustrações. O livro conta a história do encontro de Nana e Ana Paula. Nana é a vizinha nova e todo dia passa horas contemplando o quintal (que parece infinito e atemporal). Um dia ela estava olhando o jardim e viu uma menina sentada no muro que separava as duas casas.
Logo a curiosidade vence a timidez, ainda mais depois de receber o convite de sentar no muro, junto com Ana Paula. Não falam muito. Estão se conhecendo silenciosamente, entre uma palavra que outra, entre uma bala de hortelã e outra.  Um livro sobre um início de amizade, tempo e quintal. 

TODAS AS CORES DE MALU de Rosana Mont’Alverne e ilustrações de Maurizio Manzo. Editora Aletria. Recebemos da Distribuidora Casa de Livros

Uma guria que luta contra câncer. Mostra como esta guria sente e compreende o mundo usando as cores. Alegria, frio, saudades, o Natal, o primeiro dia de aula ganham sentido em tons de verde, vermelho, roxo e azul-piscina. Um dia, ela acorda doente e inicia uma batalha contra o câncer. As cores, então, se tornam desbotadas e Malu conta com o apoio dos amigos para que tudo se torne vibrante outra vez. Todas as cores de Malu é uma homenagem a uma amiga, que morreu em 2013 depois de enfrentar um câncer.  É um livro sobre descobertas, sobre sentidos, sobre amizade, mas principalmente sobre a maneira sensível e criativa como as crianças resistem às intempéries.

0 comentários:

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)