O DIÁRIO SECRETO DE LAURA PALMER

Já começo falando que esse não é um livro pra criança!

O DIÁRIO SECRETO DE LAURA PALMER de Jennifer Lynch. Globo Livros.

Quando a série Twin Peaks estreou lá nos anos 90, minha mãe não deixou vê-la. Claro que fiquei indignada! Era sobre uma adolescente, por que eu sendo uma, não poderia assistir? Well... Lendo o livro descobri o porquê!

Ele foi lançado pela primeira vez em 15 de setembro de 1990.
A Globo Livros acaba de relançá-lo.

O livro começa 5 anos antes da morte da guria e é uma história totalmente fictícia.

Ela ganha de 12 anos um diário para registrar suas lembranças... Acontece que de trás da guria de vida perfeita (pais amorosos, com um pônei e um gato de estimação, notas maravilhosas na escola, super popular, linda) muitas cosias atormentam Laura.
Após ver os pais nus, fazendo sexo, ao entrar no quarto deles no meio da noite, pois não estava se sentindo bem, Laura começa a pensar "naquilo" constantemente.
E com uma visita da prima mais velha, ela fuma um cigarro pela primeira vez. 
Entra assim numa vida dupla, afundando-se com amargura, pois a guria gosta de fazer coisas que não são consideradas "adequadas" para uma garotinha perfeita. Vale até como um tipo de alerta para as adolescentes (ou mães de adolescentes ATENÇÃO com as filhas) que acham que podem se meter nas droga, 

que não vão viciar, que acabam se prostituindo e se afastando dos amigos, em função disso.

É até assustador, principalmente para mães de pré-adolescentes... Será que esse mundo obscuro vai engolir meus filhos também? Será que eu sei quem é meu filho? O que se passa na vida dele? Será que vou saber notar se meu filho não está bem? 
- "As mãe pira!" kkk


O livro gira em torno dos desejos sexuais, fantasias e das próprias experiências picantes da adolescente. Sempre com um tom opressivo, cheio de culpa, a guria perfeita que vivia uma vida mentirosa, nos prende ao mesmo tempo que nos choca. E como é escrito na forma de um diário, com algumas páginas arrancadas até, lemos, mas não sabemos muito bem quando ela fala de coisas reais ou de sonhos, pesadelos... Há partes assustadoras onde não sabemos se a Laura está pirando ou se realmente aquilo tudo  acontece com ela.

Ao pesquisar sobre o livro, li que várias pessoas tinham lido quando eram pré-adolescentes e adolescentes e tinham ficado chocados e muito assustados. Confesso que não vou deixar meus filhos lerem com 12-15 anos... Censura de mãe, até os 18 anos. Hehehe!

Bem, depois de ler o livro, vou procurar a série. Fiquei com mais vontade ainda de vê-la! Recomendo para fãs da série.
Fica a dica.

Veja também

Mostrar mais