Dicas para ententer crianças presas em casa

Os três contos de Umberto Eco e Eugenio Carmi


Eu adoro os livros do Umberto Eco, mas você sabia que ele também escreveu pra crianças?

Esta coleção é dos anos 90, da editora Ática ( E vou falar deles aqui no post). 

Mas em 2007 a Berlendis & Vertecchia Editores uniu os 3 num só livro chamado TRÊS CONTOS. Ele tem um formato menor.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Na década de 1960, Umberto Eco se uniu ao artista plástico Eugenio Carmi para fazer uma trilogia infantil usando o princípio da semiótica. Sorte a nossa! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O primeiro é A BOMBA E O GENERAL.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 
Depois veio OS TRÊS ASTRONAUTAS.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
E quase três décadas depois dos dois originais, em 1992, Eco e Carmi lançam o última livro da trilogia: OS GNOMOS DE GNÚ.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Eco disse das ilustrações de Carmi:⠀
 "Carmi fala da controvérsia, de uma civilização, da visão e do barulho que o assombra, perturba-o fascina-o ... Digamos que ele tenha alcançado uma espécie de equilíbrio alucinatório retraduzindo a paisagem externa para uma espécie de paisagem pessoal pacificada e subtraída às contradições que a geram."⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀ Os livros são bem "didáticos", eles chegam a escrever "entenderam?" Então, não faça isso você também, não polua, não brigue, não queira mal ao outro (só porque é diferente), pense sobre o sentimento dos outros, faça o certo, faça o bem, etc...

Umberto Eco e Eugenio Carmi fizeram, na década de 60, a trilogia TRÊS CONTOS:

O primeiro é A BOMBA E O GENERAL, apoiado na semiótica, eles falam, usando colagens abstratas, sobre a era nuclear e, ao mesmo tempo, transmitir uma mensagem de paz.

O texto é curto e direto. As ilustrações são abstratas e ao mesmo tempo super fortes. Um livro cheio de imaginação. 😍

Depois veio OS TRÊS ASTRONAUTAS, empregando símbolos estabelecem também conexões entre texto e imagem, onde 3 astronautas (um russo, outro americano e um outro chinês) correm pra ver quem consegue chegar primeiro em Marte.

E mesmo não gostando um do outro descobrem que só porque duas criaturas são diferentes, elas não precisam ser inimigas.
Olha que show: Americano: são embalagens de chiclete, Russo: um papel vermelho (com pedaços de texto em russo) e o Chinês: um fundo amarelo e um caractere chinês.

E quase três décadas depois dos dois outros, em 1992, Eco e Carmi lançam o última livro da trilogia: OS GNOMOS DE GNÚ onde falam sobre desmoronamento ecológico mundial, a capacidade de mudança e a salvação do mesmo. 

Um explorador se propõe a encontrar um novo planeta habitável para portar a civilização humana, já que essa cresce desenfreada e sem se importar com o futuro da Terra. Mas quando ele encontra o planeta Gnu, e mostra como é a vida na Terra, os gnomos que nele habitam se mostram menos interessados ​​em receber a civilização no planeta deles(depois de ver como os homens transformaram o lindo planeta num desastre ambiental).

O texto é muito bacana, mas ao meu ver, as ilustrações é que são o ponto forte da narrativa, pois são bem abertas, deixando para a criança, transformar as formas abstratas em formas reais.

P.S: Os dois artistas eram tão ligados que Eco morreu 3 dias depois de Carmi. Que coisa!

0 comentários:

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)