Dicas para ententer crianças presas em casa

Que cardápio! de Tatiana Belinky - Editora Mundo Mirim

Você já comeu strogonoff de gafanhoto? E suflê de crocodilo?
Se você achou estes pratos um pouco estranhos, aceite o convite desta autora incrível, Tatiana Belinky. Ela que é considerada uma das mais importantes escritoras deste segmento, no Brasil.
Tatiana é autora de mais de 250 livros, nasceu na Rússia, mas veio pequena para o Brasil. Quando chegou, com 10 anos, já falava 3 línguas. Em 1948, junto com o marido, começou a fazer teatro para crianças, isso fez com que eles fossem convidados a apresentar suas peças na TV Tupi, com roteiros escritos pela autora. Mais tarde, ela e o marido adaptaram para a televisão o Sitio do Pica-Pau Amarelo, de Monteiro Lobato. Eu, confesso a vocês, amar e admirar o trabalho desta escritora esta no meu coração, e, fico mais ainda feliz por constatar olhinhos brilhando, crianças vibrando junto comigo, nas atividades que eu desenvolvo com os livros dela.
"Que cardápio!" de Tatiana Belinky, e conhecido de todos nós desde 2011. Mas, esta nova edição aqui, pela Editora Mundo Mirim, como diz meu filho, "arrasou".
Primeiro nós lemos o livro. Quando eu termino a contação, o livro é apresentado, cada detalhe, para eles, as crianças tocam e observam cada detalhe da ilustração. E começamos a definir, qual seria o momento do livro, que eles escolheriam para representar no nosso lanche.
As ilustrações de Lézio Júnior transformam os corações de todas as crianças. Eles ficam vidrados, atentos a cada virada de página.
Cup cake de elefante, e que tal, suflê de gafanhoto?
 
Antes mesmo de ler a história, ainda com o livro fechado, eu convido todas as crianças a observarem atentamente a imagem da capa. É incrível constatar diferentes faixas etárias envolvidas, interagindo completamente, seguindo cada etapa, guiadas pelo convite que a autora nos faz.
Que tal, uma compota de porco-espinho?
E, me respondam, por aí também... É difícil aceitarem uma resposta apenas com "- Porque sim"? Tatiana conhece tanto o universo infantil, que sabe muito bem como "jogar" certo com as crianças. Ela imaginou refeições esquisitas para alguns animais. Para isso escreveu três versos – sendo que o último sempre nos indaga “Por que não?” Com esta pergunta, ela parece querer nos convencer, como podemos fazer algo MUITO irreverente nas refeições.
 
Nós aqui, por unanimidade, organizamos nossa oficina literária com a representação do sorvete de jararaca, o alimento perfeito para o tubarão. Mas, outros tantos apetitosos irreverentes pratos, encantaram as crianças. Elas gargalham muito, e, temos que dar aquela paradinha estratégica, para esperarem que eles respirem, e voltem a atenção para a história.
Por exemplo, salada de pepino para o leão, strogonoff de gafanhoto para o macaco, suflê de crocodilo para a aranha. As ilustrações de Lézio Júnior se apropriam do absurdo das receitas para criar imagens inusitadas, vívidas, lúdicas e coloridas entre os que serão comidos, os que comerão e os espaços das refeições.
 Ao final do livro, Tatiana Belinky ainda provoca o leitor a perguntar-se se ele sabe de fato de que os bichos se alimentam. Além disso, recoloca em jogo o “Porque sim”, presente nas páginas inicias, que dizemos uns aos outros quando não queremos nos estender mais.
É um convite a Boa Leitura, e, "Por que não", um convite também a Bom Apetite.

0 comentários:

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)