A REVOLTA DOS GIZES DE CERA

  A REVOLTA DOS GIZES DE CERA de Drew Daywalt e ilustrações de Oliver Jeffers. Editora: SALAMANDRA.

Se seus material escolar falasse o que ele te diria?
Pois um belo dia o Diego achou um bando de cartas dentro da mochila. Eram cartas e recados de seus gizes de cera. Alguns felizes, outros revoltados, outros agradecendo, mas a maioria reclamando!
Por exemplo:
O preto: não quer ser só usado como contorno. 
O rosa: que não é usado, por que o Diego acha que é cor de menina.
O salão: porque o Diego tirou o papel em volta dele e agora ele está Nu.
E tem até giz brigando com outro giz para ver qual o mais importante!

Super divertido! Ilustrações engraçadas, texto criativo.

Cecília nem esperou eu sugeri uma brincadeira, correu pro estojo ver o que os 
Pasteis oleosos queriam falar (porque usamos giz de cera em forma de lápis de cor, ela achou mais legal pegar a caixa de Pastel Oleoso).
    Azul claro.

Azul escuro: (Traduzindo:) "I believe I can fly!" kkkk!

E algumas outras cores.

Outro aspecto que me chamou atenção no livro: Os gizes reclamam das suas cores serem usadas sempre para o mesmo fim: grama verde, tronco marrom, céu azul, vermelho amor, etc...
E se a gente for realmente olhar para o mundo, veremos que ele não segue esse padrão "escolar" (que a maioria das professoras ensinam).
 Saímos para passear na nossa quadra e vimos esse tronco.
Ele é liiindo e olhando beeem de perto ele não é marrom, é cinza! Quantas outras coisas possuem cores diferentes? Basta começar a realmente olhar para coisas para vermos os detalhes que fogem dos estereótipos.
Tem um texto que amo, AQUI, sobre o assunto.

´Bora recolorir o mundo! AQUI, como fazer giz de cera colorido.
E por fim, Cecília de giz azul, no lançamento do livro, numa livraria dos Estados Unidos, no ano passado.

Comentários

Veja também

Mostrar mais