Uma Longa Jornada {pré estreia, eu fui}

Hoje de manhã fui assistir, a convite da Fox Filmes, a pré estreia do filme UMA LONGA JORNADA baseado no Drama/Romance/Livro de Nicholas Sparks.

Confesso que nunca tinha visto, nem lido nada deste autor. Tenho o livro dele, QUERIDO JOHN, mas não conseguir lê-lo ainda. 

E me dei conta que foi a primeira vez em 38 anos que fui no cinema sozinha!

Foram 2 horas e 20 minutos que passaram num piscar de olhos.
A história se passa em Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Sophia é uma estudante universitária de arte, que vive para estudar, até que sua melhor amiga a convence a ir ver um rodeio. Lá, ela se encanta com o peão Luke que também não consegue parar de pensar nela. Trocam palavras e telefone, mas apesar da insistência de Luke, Sophia demora a ligar: Dali a dois meses ela irá se mudar para Nova York, para trabalhar como estagiária numa galeria de arte. Não quer se distrair de seus objetivos. 
Mas claro que ela liga e os dois saem para um encontro, lindo e romântico, mas resolvem ser só amigos, já que Sophia irá logo se mudar. 
Ao levá-la pra casa Luke percebe um carro fora da estrada e quando param para ajudar, descobrem um velho, semi consciente, preso ao cinto de segurança com o carro pegando fogo. Luke rapidamente o salva e ele só fica repetindo: -" A CAIXA! A CAIXA!"
 Sophia pega a caixa e no hospital descobre que são cartas  de amor de Ira (o idosos) para sua esposa (falecida há 9 anos). Ela começa a lê-las para distrair Ira de suas dores (já que ele não enxerga mais muito bem) e
descobre uma história de amor cheia de esperanças, sacrifícios, vontades, lamentações, companheirismo, renuncias e amor a arte, que os dois levaram.
Assim, ao entrar na história de amor de Ira e Ruth, Sophia começa sua própria história de amor com Luke. 
Descobre também que não será fácil:  Luke um caubói, vive numa fazenda com a cabeça nos rodeios, ela sonhando com galerias de arte e Nova York. Será que essas duas realidades podem conviver?

Um filme que mostra que não devemos focar no que nos falta, mas sim, celebrar o que temos de bom e bonito. Um filme que renova a esperança de um amor verdadeiro,  nem todo mundo conseguem isso, mas ele pode estar lá, em algum lugar, nos esperando.
Saí com uma vontade louca de ver meu marido e abraçá-lo!

No filme, ri, chorei (olha meus olhos na primeira foto do post), dei largos sorrisos e suspirei. :) É muito mais inclinado para o gênero Romântico, do que propriamente o Drama.



Não sei se é fiel ao livro, alguém o leu?

Mas adorei. Saí do cinema sorrindo e feliz. 

O filme estreia, em todo Brasil, dia 30 de abril de 2015! Aguardem e não percam! Recomendo.

O site oficial do filme AQUI. E no Brasil AQUI.

Comentários

Veja também

Mostrar mais