Dia internacional do livro infantil - leituras, dicas, cirandas, bookcrossings, incentivos, ideias e hábitos

 Dia 2 de abril é dia internacional da literatura infantil. Dia do nascimento de um dos escritores infantis mais famosos, considerado até o pai da literatura infantil, o dinamarquês Hans Christian Andersen. Ele, além de escrever/inventar histórias para crianças, registrou suas versões de histórias que eram passadas somente de boca em boca.

Queria falar pra vocês de como incentivar a literatura infantil, vou contar um pouco sobre como fazemos aqui em casa. Primeiro, sempre tive muitos livros. Muito antes das crianças nascerem eu era viciada em literatura infantil, e sempre frequentava bibliotecas públicas, retirando o máximo de livros possíveis por vez. Gastava todo meu dinheiro do salário, quando morava com meus pais, em livros, a ponto da minha mãe perguntar se eu ia sair pra aula (ou com os amigos) com um livro na frente e outro atrás, porque as roupas eram sempre as mesmas e não tão bonita assim. Mas livros eu tinha.

Eu comecei a ler para o Cássio quando eu descobri que estava grávida, ele tinha 1 mês de vida, dentro de mim. Lia todas as noites, para a barriga. Parei 2 meses quando ele nasceu. Choque da nova rotina e responsabilidade, e logo começamos novamente, leitura antes de dormir. E veio a Cecília que se encaixou perfeitamente no nosso esquema, ela também ama histórias.

Óbvio que eu lia nas outras horas também, sempre tive mini livros nas bolsas, para quando saíamos para almoçar ou jantar foram para engarrafamentos e filas em banco... o livro era um objeto de momentos de afeto e conforto, como um outro brinquedo qualquer. Quando começou a fase do Terrible Two, ela existe sim, eu só lia de noite, se eles tivessem me obedecido e se comportado de dia. Teve muita birra, não tem história pra dormir! E funcionava! Nunca usei livro como castigo, muito pelo contrário, é prêmio: poder sentar no colo ou bem coladinho em quem se ama, receber carinho e ouvir uma boa história, é muita coisa boa junto!

E quando as crianças começaram a ficar maiores ainda, outros interesses ganharam força - vídeo games, internet, filmes, desenhos animados - eu tive que tomar uma atitude! Conversa vai e conversa vem, chegamos a um acordo: para cada hora de vídeo game que eles queiram jogar, precisam ler um livro (se for curto, tipo até 30, 40 páginas) ou uns capítulos de livro. Cada nova hora, precisa de novos capítulos ou páginas. Simples e eficaz.

E muitas vezes eles até esquecem que tinham que arrumar o quarto ou que iam ler, para poder jogar e ficam entretidos por longos períodos.
 Essa semana recebi esse bilhete que adorei. A escola das crianças fará "paradinhas" para leituras e eu achei que é um ótimo jeito das crianças pegarem o hábito da leitura e até incentivarem os colegas, mostrando o que estão gostando de ler, a lerem mais. Coloquei o bilhete inteiro aqui para que outros colégios ou pais "roubem" essa ideia"
A Cecília escolheu o livro

OS BANDEIRA-PIRATA E O GALEÃO ASSOMBRADO de Jonny Duddle. Editora: Escarlate, ISBN: 978858382012. 
Sinopse oficial: 
 Em toda noite de lua cheia, uma misteriosa embarcação é vista na costa da cidade. Seria o Rato Preto, há anos afundado pela Marinha de Mar-Nublado durante a emboscada contra os piratas? Uma coisa é certa: a população está apavorada, especialmente com os saques que voltam a ocorrer sempre que o emblemático navio é visto. Matilda, uma pequena – mas destemida – moradora de Mar-Nublado está disposta a resolver este mistério e acabar de vez com o pânico que assola a população. Ao lado da família Bandeira-Pirata, Jim Júnior – um pirata de verdade! – e Matilda lutam para solucionar o enigma. Conseguirão eles derrotar os piratas estropiados? 

Eu coloquei essa sinopse para vocês saberem do que se trata. Eu ainda não li o livro e a Cecília está no início mas, amando! Logo mais faço um post só sobre ele.

 Outra ideia que as crianças adoram é ter um passaporte da leitura, onde a criança anota os livros lidos, quando foram lidos e há um espaço para autógrafos dos ilustradores e autores. Esses passaportes custam em média 5 reais e você pode comprá-los nas grandes livrarias e nas feiras BookLoversKids nos Shoppings.

Visitar a biblioteca da escola do seu filho e retirar livros com ele, também é muito importante. Procure saber quais são os livros mais retirados pelas crianças da escola e peça dicas de leituras, para os bibliotecários, procure pela faixa etária do seu filho.

Vá a contações de histórias em Shoppings mesmo. Se seu filho adorou a história, compre o livro...
Pode ser até usado. Frequente sebos. Toda cidade tem um, por menor que seja. E você pode encontrar preciosidades lá!

Participe de rodas de leitura. Faça piqueniques literários! Se cada amigo levar um livro para o piquenique, vão ter muitas histórias pra contar!
Participe de Book Tours, nós temos um aqui no blog. A primeira leitora já está com os livros! :)  Para saber mais clique AQUI.
 Participe do IV Bookcrossing Blogueiro Kids, iniciativa da Trícia do blog Espelho de Si. Para saber mais clique AQUI.

E para os adultos, para darem o exemplo, tem o X Bookcrossing Blogueiro, da Luma, do blog Luz de Luma, Yes Party! Para participar clique AQUI.
Você pode participar também da Ciranda Leitores Kids 2015! do blog da Tathy, Entre Fraldas e Livros. Para saber mais, clique AQUI.

Faça livros com as crianças! Grampeie folhas juntas e pronto! Para ver uma ideia divertida, clique AQUI.

Há muitas iniciativas legais com livros infantis! Joga no Google, que aparecem muiiitas outras!

Espero que seu dia tenha sido de muitas leituras!
Feliz dia do livro infantil!

Comentários

  1. Oi, Gisele!
    Abril é um mês super especial para quem gosta dos livros. As datas que escolhi para acontecer o BookCrossing Blogueiro foram em função dos eventos comemorativos do mês de Abril, além do dia Internacional da literatura infantil. No dia 18 de Abril é comemorado o Dia Nacional da Literatura Infantil e Dia de Monteiro Lobato. No dia 21 foi dia da criação do BookCrossing propriamente. Dia 23 de Abril é dia Mundial do Livro e Direito do Autor ou Autoral (BookDay). Como o BookCrossing acontece em duas edições no ano, seis meses depois, calhou novembro. Daí o início ser no dia 08, Dia Feliz comemorado em alguns lugares no mundo :)
    O meu incentivo para gostar dos lvros, foi o exemplo de minha mãe. Já eu, não consegui dar o exemplo da leitura, mas dei da música e o meu filho seguiu esse lado. Daí quando estou lendo, ele está tocando :).
    Se a leitura salva o mundo, a música também! São atividades lúdicas que nos abstraem da realidade e expandem nossas referências e capacidade de comunicação.
    Você fez um belo trabalho com seus filhos!!
    Obrigada por divulgar o BookCrossing Blogueiro!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma!

      Obrigada pelo carinho, Luma.
      Qualquer incentivo para as artes é maravilhoso! Sou super sem ritmo, sem ouvido, mas casei com um músico e espero que as crianças puxem ao pai! Amei sua iniciativa com o Bookcrossing! Amo dar livros de presente e dar livros para pessoas anonimas é muito legal! Deixar o livro encontrar que precisa...
      Bjos, Gi e kids

      Excluir
  2. Oi, Giselle! Eu vim ler seu texto por sugestão da Luma, que deixou um link lá no meu blog. Achei sensacional a ideia do passaporte de leitura. Nossa! A escola da sua filha está de parabéns! Essa atividade me fez lembrar de mim mesma quando era criança, lá pelos 9 ou 10 anos: eu lia os livros da biblioteca do meu avô e depois anotava os dados em umas fichinhas, que tenho guardadas até hoje. Eu mantive esse hábito de anotar até os 15 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andréa!
      Muito obrigada pelas palavras de carinho. Eu tb fazia fichas de leitura: em um lado o resumo e os dados do livro, no outro lado, um desenho sobre a história. Fiz até os 10 anos e só voltei a fazer fichas de leituras na faculdade, para estudar e fixar as matérias. Bons tempos...
      Obrigada pela visita. Bjos, Gi e kids :)

      Excluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)

Veja também

Mostrar mais