O LOBO SENTIMENTAL





O LOBO SENTIMENTAL de GEOFFROY DE PENNART. Editora: Brinque-Book, ISBN: 9788574124285.
 Era uma vez um Lobo muito bonzinho chamado Lucas, que um dia resolveu sair de casa (pois já estava bem crescido). A avó chorou, o avô lhe deu um presente e os pais lhe deram uma lista do que ele podia comer (como por exemplo: cabras, meninas de chapéu vermelho e porquinhos, entre outras coisas). A mãe ainda recomendou que ele não se deixasse levar pelos sentimentos (imagine só, uma mãe falando assim!!)!!!

Pela floresta, Lucas foi indo e encontrando todos os tópicos da lista...
 Mas, toda vez que ele topava com uma saborosa comida, ficava com pena e deixava-a ir embora!
 Já é quase na hora da janta, será que o Lobo vai conseguir algo para comer? Seu estômago já está reclamando!

As ilustrações e o texto são muito divertidos. Esse autor/ilustrador tem outros livros, nós já brincamos com 2 deles. Se você quiser conhecer as outras 2 histórias, clique AQUI e AQUI.

Dessa vez:

As crianças estavam loucas para fazer um jogo de tabuleiro (acho que faz um ano que nós fizemos o último), então pediram pra eu imprimir um papel com contornos de quadrados que fiz, anos atrás, para que eles montassem o jogo. Mas, eis que quando você mais precisa, acaba a tinta da impressora, claro! Então, fiz quadradinhos à lápis, bem fraquinho, em 2 folhas A4, só para eles saberem onde ficariam as casas.
 Depois de decidiram as regras e o sentido do jogo, foram colorir o tabuleiro. Fizeram uma versão daquele famoso jogo de descidas e subidas.
 Depois de tudo colorido (e bem colorido com lápis de cor e canetinha) fizeram uns arcos que são os atalhos. Eu cortei com estilete algumas fendas nas casas e eles passavam parte das tiras por elas e
 prendiam atrás com fita adesiva. 

E o jogo começou!!!
 Torcendo pra Cecília não tirar 6! Hehehe!
 Tabuleiro lindo com vários tons de verde, pontes de pedra, caminhos de areia, tijolos amarelos, asfalto e lama.
 As peças são Papel comum cortado em retângulos e dobrados ao meio. Cada um tem um rosto de Lobo de cor diferente. Ganha o Lobo que sair da casa dos pais e chegar na sua própria casa primeiro.
 Se o Lobo (parar em cima) encontrar um dos personagens do livro, ele volta (desce) algumas casas.  E se ele consegue passá-lo, algumas vezes ele encontra uma ponte de pedra que o faz ir (subir) mais depressa para casa (que é o fim do jogo).
 Pelo caminho ele pode encontrar também algumas placas do tipo : JOGUE MAIS UMA VEZ, ESPERE UMA JOGADA e BOMBA! VOLTE PRA CASA DOS PAIS!

E você? Como brincaria com essa história?

Comentários

Veja também

Mostrar mais