Arte Como Terapia


De Alain de Botton e John Armstrong, editora Intrínseca.

Alain de Botton é um filósofo suíço que foi para a Inglaterra com sua família aos oito anos de idade. Particularmente, me apaixonei pela sua forma coloquial de transmitir a filosofia e quebrar conceitos que temos enraizados ao ler Religião Para Ateus (recomendo a todos). Pela forma simples de escrever e os assuntos que permeiam o dia a dia, seus livros já se tornaram best sellers e alguns viraram documentários.
Em Arte Como Terapia, Botton questiona uma das bases (que aprendi na faculdade de artes visuais) de que a arte é desprovida de propósito, não tem utilidade prática que não seja a fruição estética ou de ideias.
Segundo os autores, ela pode nos ajudar nos dilemas mais íntimos e cotidianos. Por que todo mundo parece ter uma vida mais interessante do que a nossa? Como podemos ter relacionamentos melhores?
Por que nosso emprego não nos satisfaz completamente?
"A arte é uma ferramenta terapêutica que nos ajuda a ter uma vida mais plena."

Os capítulos são:
Metodologia
Amor
Natureza
Dinheiro
Política



"Arte nos ajuda a conservar as coisas que amamos depois que elas partirem" 

"O prazer com obras graciosas se alimenta da insatisfação: se não achássemos a vida difícil , a beleza não teria a atração que tem." 

Sofrimento

"Quando você está triste, participa de uma experiência venerada à qual eu, este monumento, sou dedicado... Não ignore nem descarte sua dor." 

Reequilíbrio

"O nosso interesse por uma felicidade afável e modesta é reforçado pela simplicidade despretensiosa de um terraço revestido com piso cerâmico. Uma obra de arte nos ajuda a retornar às partes faltantes da nossa personalidade". 

Compreensão de si 

"Contemplar a superfície escura, rabiscada sugestiva de Cy Twombly é como se mirar num espelho em que você enxerga um aspecto da sua aparência ao qual nunca tinha prestado muita atenção, coma diferença de que aqui o que você está olhando não são seus molares, e sim sua experiência interior."


Crescimento

"A aversão a algum gênero de arte pode nascer de experiências de fato traumáticas" "...quadros barrocos podem lembrar ao expectador o apartamento de um velho parente espanhol, que quando criança, tinha que visitar aos domingos, ocasião deprimente e nauseante." 

Apreciação

"A arte é um recurso que permite retornarmos a uma concepção mais precisa do que é valioso ao operar contra o hábito e nos convidar a redimensionar o que amamos ou admiramos." 



Nas próximas páginas faz uma explanação dos critérios que avaliariam a "boa arte"
Leitura técnica
Leitura política
Leitura histórica
Leitura do caráter contestador
e ainda
Leitura terapêutica

Amor
Natureza
Dinheiro 
Política 
O livro é em grande formato, ricamente ilustrado. Um ótimo presente para os amantes da arte e da filosofia.

Comentários