A Forma da Água

De Guillermo Del Toro e Daniel Kraus, editora Intrínseca.
Terminei o livro anteontem e ainda estou impactada. Talvez por que fazia algum tempo que eu (Cathe) não lia literatura adulta. Nem quis assitir a versão cinematográfica da história para não perder o encanto da leitura. E olha que estava esperando pelo filme, já que gostei muito do Labirinto do Fauno, também do Guillermo.
A Forma da Água é um romance de realismo fantástico que critica a sociedade americana  da década de sessenta, escrito em contrastes, onde frieza e violência são embaladas pela poesia.
Elisa Esposito é servente noturna na Occam, um centro de pesquisas do governo americano. Vive num pequeno apartamento em cima do Cinema Arcade. Sua vida é sem graça e com as contas apertadas, o único luxo é a coleção de sapatos.


Um dos laboratórios da Occam é reformado para abrigar um projeto secreto e além dos cientistas somente ela e uma outra servente, sua amiga Zelda tem acesso ao lugar.
Um ser aquático capturado pelo Richard Strickland na selva amazônica é o "recurso", "O Deus Brânquia", um ser mitológico humanóide com poderes sobrenaturais que tem forte conexão com a servente.
Elisa, muda desde o nascimento, é a única que consegue, em segredo, uma comunicação efetiva com o ser. O resto dos militares está empenhado em testá-lo e até torturá-lo para extrair extrair seus segredos e usá-los como arma.
Paralelamente à narrativa sobre Elisa, conhecemos de perto a brutalidade de Strickland, militar responsável pelo projeto e a sua degradação como ser humano enquanto tenta explorar, e posteriormente, se livrar do recurso.
Fiquei particularmente encantada com as descrições da criatura e a forma poética como as cores são exploradas, seja pela luminescência que o ser emana como pelo trabalho do artista, Giles Gunderson, amigo de Elisa.


Os autores usam o fantástico para mostrar como as pessoas rejeitam o que consideram diferente. O Deus Brânquia é uma metáfora para as diferenças sociais, de cor da pele e de capacidades físicas. 
Uma história de amor diferente que nos leva a refletir sobre escolhas de vida.
Para completar as ilustrações são maravilhosas. 
Adorei o livro, já está cheio de gente na fila para o empréstimo.

Comentários

Veja também

Mostrar mais