PEQUENAS GRANDES MENTIRAS

A série é ótima.
O livro mais ainda.

PEQUENAS GRANDES MENTIRAS de Liane Moriarty. Editora Intrínseca.

O livro é bem mais misterioso que a série. É bem mais sutil. A gente vai descobrindo as coisas, juntando pedacinhos de informações (já na série, como é muito visual, entrega muitas coisas de cara).


No início do livro vemos que houve um assassinato durante um evento da escola. A partir desta informação, voltamos no tempo e vemos os acontecimentos que levaram o culpado a cometer o crime. Há várias interrupções de pessoas dando depoimentos e os repórteres e detetives contando as última descobertas.


É o início do ano letivo, as crianças estão indo para escola pela primeira vez. Assim como as crianças, os pais estão nervosos, mas tentando disfarçar. E conhecemos as três principais protagonistas da história:

Madeleine é uma mulher vaidosa que está completando 40 anos. É casada com Ed e tem dois filhos pequenos com ele: Fred e a Chloe. Já foi casada antes e tem uma filha adolescente chamada Abigail (que está na sua fase rebelde). Pra complicar sua vida o ex marido resolve voltar a morar na mesma cidade (agora com a nova mulher e filha), para se aproximar da teen (para o desespero de Madeleine). E a cereja do bolo (da confusão): a nova filha dele e a filha mais nova dela, vão estudar juntas na mesma sala de aula. 

Celeste é liiinida. Linda, linda, linda (de não precisar maquiagem ou qualquer acessório para estar sempre maravilhosa). E muito rica. Teve muita dificuldade de engravidar e agora é mãe dos gêmeos Max e Josh.  É casada com um homem de negócios que passa a maior parte do ano viajando e discursando. 

  Jane é o patinho feio da história. Muda-se para a cidade e é evidente que ela não pertence àquele lugar. Ela é uma jovem mãe solteira.O filho se chama Ziggy (todo mundo acha o nome estranho) e é fruto de uma transa de uma noite.

No primeiro dia de adaptação estas 3 mulheres criam laços e ficam amigas.


Eu queria contar tantas coisas, mas acaba que se eu contar mais, vou revelar detalhes e a leitura perde o ar de mistério e envolvimento. Você passa o tempo todo tentando descobrir quem morreu? Quem matou? Por que isso ocorreu? Tentar juntar as peças é muiiito legal. Tenho que falar que acertei 100%. 

A história fala de mães (que são donas de casa X as que trabalham - suas culpas e frustrações), bullying (entre crianças e entre pais), violência doméstica, amizades, traições, escola, escolhas, casamentos, filhos, famílias, teens, estupro, assassinato entres outras coisas. 

Uma história muito envolvente. Super indico. 

 A gente não consegue parar de ler. Super recomendo pras mães e pais que gostam de boas histórias de parenthood. Fica a dica.

Comentários

Veja também

Mostrar mais