ADÉLIA

FELIZ DIA DA MULHER!

Hoje vamos falar de uma que não é extraordinária, nem fez grandes feitos, mas uma parecida com a que a gente tem em casa... Um leitora!
 ADÉLIA de Jean-Claude Alphen. Editora Pulo do Gato.

É um livro com poucas palavras, um livro para leitores atentos. Observe beeem as imagens para acompanhar a história de uma leitora.

 Vou dar spoiler, então, caso não queira saber o twist da história, PARE DE LER AGORA! Hehehe
O livro é todo em tons de cinza, mas com algumas pitadas de cores, aqui e ali. Essas cores nos revelam muitas coisas, basta um olhar mais atento.
Vemos uma menina na janela, um cachorro e alguns porquinhos.

 O narrador avisa que de noite uma coisa bem incomum acontece. E desejamos muito ver o que acontece na casa grande. Porém, há um movimento suspeito e escondido na casa pequena.

 E de repente, não estamos mais acompanhando uma menina, mas uma porquinha. Na história há várias páginas de silêncio e imagens.

E descobrimos que a leitora voraz, que espera todos dormirem para entrar na biblioteca e ler a noite inteirinha, é na verdade uma porquinha leitora.

Ela passava a noite lendo e quando estava quase amanhecendo voltava pra sua própria casa, até foi pega, numa madrugada, pela guria que vivia na casa.
E ali se forma uma amizade linda, com troca de dicas literárias e leituras compartilhadas, unidas por uma paixão: o livro.

Após a primeira leitura e a descoberta que estávamos imaginando a personagem errada, temos vontade de ler novamente e descobrir onde devíamos ter desconfiado ou onde devíamos ter nos dado conta que o narrador falava de outra personagem.  

Um livro apaixonante. 



Comentários

Veja também

Mostrar mais