Desenhos da Verdade - Obesidade Infantil NÃO!

Nós não costumamos colocar releases nas postagens do blog. Mas essa achamos muito relevante.

Seu filho sabe o que ele anda comendo? Ou sabe o que deveria estar comendo?
Na quinta-feira passada, 11 de junho, a Amil lançou nas suas redes sociais o vídeo Desenhos da Verdade – mais uma ação do movimento Obesidade Infantil NÃO, iniciado pela empresa em 2014, com peças de comunicação criadas pela agência Artplan. O novo filme mostra um grupo de crianças, com idades por volta dos seis anos, com a tarefa de desenhar as comidas que mais gostam e, em seguida, alguns legumes e verduras.

O resultado da ação foi surpreendente: quase todas elas não souberam ilustrar alimentos como beterraba, abobrinha, couve-flor e rúcula, que contêm componentes importantes para uma dieta equilibrada. Mas todas souberam traçar no papel o cardápio favorito: pizza, chocolate, batatas fritas e cachorro-quente, entre outros. O vídeo também mostra o depoimento dos pais antes do início da produção dos desenhos e suas reações após verem as imagens criadas – quando reconhecem a necessidade de promover um maior contato dos pequenos com comidas mais saudáveis.

Em seguida, a nutricionista Ana Maria Roma chama a atenção para o fato de a obesidade infantil ser um problema de saúde pública e destaca a necessidade de mais atenção das famílias na hora de compor as refeições. 



Odete Freitas, diretora de Sustentabilidade da Amil, também ressalta a importância do cuidado com a saúde começar pela educação. “O movimento Obesidade Infantil NÃO visa levar informações qualificadas à sociedade sobre a epidemia da doença no Brasil. Hoje, uma em cada três crianças no país está acima do peso. Nessa nova fase do movimento, queremos mostrar como é possível construir hábitos alimentares saudáveis desde a infância, e como as atitudes dos responsáveis são determinantes no futuro dos filhos”.

Acho que meus filhos (Gisele falando) não conhecem todas as verduras, mas o ano passado começamos a trabalhar isso, AQUI.  Recomendo.

Vamos repensar o que estamos passando para os nossos filhos. :)

Comentários

Veja também

Mostrar mais