PATABULLE {e a Ermida Dom Bosco}

 Lemos já diversas vezes o divertido livro PATABULLE E SUAS BOTAS VERMELHAS de Juliette Vallery e Tristan Mory, da editora Caramelo, ISBN: 9788573406917.
Patabulle está em casa quando percebe gotas fazendo "PLOCT" no telhado de casa. Quase no mesmo instante ele ouvi um barulho vindo do armário: São suas botas vermelhas que querem sair pra brincar! Só que elas são mesmo danadas(!), fazem tanta confusão! 
Um livro doce sobre a infância e aquela vontade irresistível de pular nas poças d´água.
As ilustrações são uma graça. Basicamente formas geométricas coloridas, algumas transparentes, outras translúcidas que brincam de esconder e revelar coisas nas cenas. 
Uma história fantasiosas, fofa e cheia de imaginação. As crianças mais pequenas irão amar.
 No final de semana fomos passear e conhecer um pouco mais de Brasília. Acabamos no Parque Ecológico Ermida Dom Bosco.
A Ermida é uma construção em forma de pirâmide, bem simples, mas de mármore branco com uma cruz de metal no alto e foi projetada por Niemeyer.
Sua localização é um lugar bem marcante. Está no ponto de passagem do paralelo 15º, com o qual Dom Bosco teria sonhado em 1883:
"Eu enxergava nas vísceras das montanhas e nas profundas da planície. Tinha, sob os olhos, as riquezas incomparáveis dessas regiões, as quais, um dia, serão descobertas. Eu via numerosos minérios de metais preciosos, jazidas inesgotáveis de carvão de pedra, de depósitos de petróleo tão abundantes, como jamais se acharam noutros lugares. Mas não era tudo. Entre os graus 15 e 20, existia um seio de terra bastante largo e longo, que partia de um ponto onde se formava um lago. E então uma voz me disse, repetidamente: ‘Quando vierem escavar os minerais ocultos no meio destes montes, surgirá aqui a Terra da Promissão, fluente de leite e mel. Será uma riqueza inconcebível."
E nessa faixa construíram Brasília. :)
 Dentro do templo, está a imagem do profeta esculpida também em mármore branco pelos irmãos Arreghini, da Itália, trazida em uma procissão fluvial em 1962.

A vista é liinda. 131 hectares de verde que desembocam no lago Paranoá. E bem quando começamos a tirar fotos, tivemos que correr para nos abrigarmos: caiu o maior toró! Isso acontece muito nessa época do ano. 
E a Cecília logo se lembrou do Patabulle: 

- Pena não ter trazido minhas botas de chuva, mãe!
- Mas você veio com seus tênis roxos de chuva, Cecília!

Nem precisei falar duas vezes: correu para as poças! E fez a festa! Só ficava repetindo "COMO É BOM SER CRIANÇA!"

 Pula, corre, pula!
 Ploct, pluft, pong!
  Splash, splish, bum!
  BUM!
Amou! 
 Há tempos ela estava querendo brincar assim, livre, leve e solta!

Mas fomos despreparadas. Não levei nada e depois de brincar, tivemos que ir pra casa.
O Parque Ecológico Ermida Dom Bosco fica aberto diariamente das 07h às 19h.Tem trilhas, um pequeno cais. Eu sugiro levar uma toalha para piqueniques, o lugar vale a pena, é muito bonito, muita grama e vista bonita. Há um quiosque com açaí, refrigerantes e águas, poucos salgados. Recomendo levar bebidas e comidas leves para passar o dia. Crianças pequenas vão querer brincar no lago Paranoá ou nas poças, leve também uma muda de roupa extra, papel higiênico (ou lenços umedecidos) e toalha de banho. Há banheiros, mas não acho que são muito limpos. Lindo passeio.
Pode-se levar cachorros. :)
Endereço: QI 29 no Lago Sul
Telefone: (61) 3367-4505 e 3367-2000
E no final, indo pra casa, fomos brindados com um arco-íris duplo. A máquina não registrou muito bem, mas nós vimos!

Faça como Patabulle e brinque muiiito nas poças! Adoramos! E vocês ainda brincam depois da chuva? Ou na chuva?


Veja também

Mostrar mais