Manoel de Barros para crianças

Hoje faleceu o poeta, escritor MANOEL DE BARROS, fiquei sabendo pela minha amiga Fabíola, do blog Passarinhos no sotão. Ela é muiiito fã do Manoel! 

 Então, para homenagear e para quem ainda não conhece a obra dele, quero dividir com vocês os livros que já lemos dele:

 
EXERCÍCIO DE SER CRIANÇA de MANOEL DE BARROS e ilustrado por Demóstenes, com bordados das irmãs Dumont. Editora Salamandra, ISBN: 9788528103502.
Este livro marcou sua estreia na literatura infantil, inclusive conquistando de cara vários prêmios como recebeu o Prêmio "O Melhor da Literatura Infantil" da ABL (Academia Brasileira de Letras), além do Prêmio "O Melhor Livro de Poesia para Crianças", da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). 

Em duas histórias escritas em forma de poema - "O menino que carregava água na peneira" e "A menina avoada" -, Manoel de Barros revela toda a poesia e lirismo que estão por trás daquilo que os adultos costumam chamar de ingenuidade. O resultado é uma obra sensível para as crianças de todas as idades.
Pedacinho do texto que me encanta: 

"Era o mesmo que roubar um vento e sair correndo com ele para mostrar aos irmãos.
A mãe disse que era o mesmo que catar espinhos na água
O mesmo que criar peixes no bolso
O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos.
A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio.
Falava que os vazios são maiores e até infinitos.
Com o tempo aquele menino que era cismado e esquisito
Por que gostava de carregar água na peneira."


POEMINHAS EM LÍNGUA DE BRINCAR, de Manoel de Barros e ilustrações da filha dele, Martha Barros, ISBN: 788501079046, Editora: Record.

Poeminhas singelos e sensíveis, Manoel está brincando com as palavras, enquanto sua filha brinca com as imagens. Mas, veja bem!, BRINCAR é coisa séria!
O livro foi selecionado como finalista das categorias Melhor Livro Infantil e Melhor Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil do prêmio Jabuti 2008. Foi premiado pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil), em 2007, na categoria "Poesia".  

Trechos do livro:
Sentia mais prazer de brincar com as palavras do que de pensar com elas.
Dispensava pensar.
Quando ia em progresso para árvore queria florear.
Gostava mais de fazer floreios com as palavras do que de fazer ideias com elas.
Aprendera no Circo, há idos, que a palavra tem que chegar ao grau de brinquedo para ser séria de rir.
Contou para a turma da roda que certa rã saltara sobre uma frase dele
E que a frase nem arriou.
Decerto não arriou porque tinha nenhuma palavra podre nela.

Para ouvir:



O FAZEDOR DE AMANHECER. Este livro é o registro da união de dois artistas, dois gênios, dois grandes homens que nunca deixaram de ser crianças. Ziraldo, o poeta da cor e da forma, e Manoel de Barros, o poeta da palavra, que pega infinito em antena de mosca, colhe flor lascada na pedra, entorta paisagens só para o amor caber nelas. 
O convite foi feito a Ziraldo, em um momento muito especial. Ele estava longe do Brasil, mas muito próximo daquela dimensão sugerida pelo poeta: andava falando muito com o seu próprio silêncio. Ziraldo concordou, ao que Manoel respondeu: ´Se o Ziraldo topou fazer a ilustração, eu também ficarei ilustre.´
Os poemas de Manoel de Barros - ele já disse mais de uma vez - não são para ninguém entender. São para a gente esfregar nos olhos, espreguiçar e acordar mais feliz. E quando Manoel escreve e Ziraldo ilustra, a poesia acorda toda arrepiada de Sol... e quem amanhece é o leitor. ISBN: 9788528104613, Editora Salamandra.

Minha parte favorita:

"Eu penso renovar o homem usando borboletas."

 Agora mudando de saco pra mala!

Veja só que descobri!

Não conhecia!

Tem CD com 10 poesias de Manoel de Barros musicadas pelo cantor e compositor Márcio De Camillo, que interpreta as canções ao lado de mais de 15 crianças nos vocais.
E têm uma proposta pedagógica por trás! O Projeto Escola Crianceiras, que oferece aos alunos de ensinos fundamental e médio a oportunidade de assistir o espetáculo musical Crianceiras. Na primeira tiragem do CD, em 2012, uma cota foi distribuída para as escolas públicas de Campo Grande (MS) como forma de aproximar as crianças do universo do poeta, incentivar novas práticas pedagógicas e estimular a leitura.

E mais:
O álbum foi indicado ao 23º Prêmio da Música Brasileira como melhor álbum infantil de 2012. As animações foram transformadas em videoclipes e passaram no canal infantil  o Gloob.

Para conhecer mais:

Comentários

  1. E ele virou poesia, deixou saudades e um incrível legado! O CD Crianceiras é maravilhoso, sempre o levo para sala de aula! Gostei do post, cheio de saudades! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Coisas tão simples e tão gostosas de ler e ver..... Vai em paz. E deixou a cor e a alegria por aqui nos textos e livros. bjus Gi, linda homenagem Coisas da Lara - Andrea e Lara

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)

Veja também

Mostrar mais