Dicas para ententer crianças presas em casa

POLLYANNA

Acabei de ler o livro POLLYANNA e recomendo MUUUUUUUUUUUUUUUUUITO. Principalmente para crianças pré adolescentes. Eu li atrasada uns 25 anos, pelo menos!!!!
POLLYANNA foi escrito por Eleanor H. Porter e  publicado em 1913 e considerado um clássico da literatura infanto-juvenil. ISBN: 9788504009828 Editora: Nacional


Pollyanna fica órfão e uma tia tem o 'dever' de ficar com ela, pois é
a única parente da menina. Assim que chega na casa da tia começa a transformar todos ao seu redor... Pois a filosofia dela é baseado no " Jogo do Contente", um modeo de olhar diferente. Esse jogo consiste em encontrar algo para se estar contente, em qualquer situação, olhando a situação com outros olhos, em outro ponto de vista. Isso teve início num Natal, quando Pollyanna, que estava achando que ia ganhar uma linda boneca, acabou recebendo um par de muletas. Imediatamente o pai de Pollyanna criou o jogo, dizendo a ela para ver somente o lado bom dos acontecimentos — nesse caso, ficar contente porque "nós não precisamos delas!". 
Assim Pollyanna foi ensinando o jogo para todos da cidade, fazendo com que a vida de todos os moradores melhorasse muito.  

Não vou contar toda história, mas acho que é ótimo para pré-adolescentes por que é nessa fase que eles começam a reclamar e resmungar de tudo.


Pollyanna, hoje em dia, é sinônimo de ingênua e bobinha, em função da personagem desse livro. É uma história bem marcante.

Meu marido adorou o livro e agora quando falo mal de alguma coisa ele mostra o lado bom e termina com : "Né, Pollyana!??!"
Hehehe!

Mas sério, não deixe de ler (o texto integral, claro!)!!


8 comentários:

  1. Nossa, li quando tinha uns 9 anos. Não lembro mais nada da história. Também li o "Pollyana Moça", que é a continuação.
    Acho que vou comprar para minha filha ler. Boa dica.

    Besitos

    ResponderExcluir
  2. Eu li quando tinha uns 10 ou 12 anos...confesso que a Pollyana me irritou um pouco, hahaha, mas a lição do livro é boa, sempre!
    Beijos,
    Nine

    ResponderExcluir
  3. Eu quero ler, muito clássico esse livro! beijos

    ResponderExcluir
  4. Já li o livro e dizem que tem o segundo. É mto legal mesmo e a gente precisa exercitar mais esse jogo do contente, senão a gente pira!
    Acho q vou procura-lo pra ler com a Sofia daqui uns tempos, pq ô menina pra achar tudo ruim, viu?! Vc me deu uma ótima ideia!!!
    Beijao!

    ResponderExcluir
  5. Eu li e amei. Posso não lembrar a história, mas o sentimento ficou. :)

    ResponderExcluir
  6. Gi, nao lembro de ter lido esse livro, mas conhecia a expressao Poliana, mesmo sem entender muito bem o porque do uso. Agora entendi.
    E sera que um dia voce nao coloca esse livro na roda, para emprestar para as amigas nao? (olha o tamanho da minha cara de pau rsrs).
    So se voce quiser, claro.
    Pensa com carinho, ta?
    Vou adorar le-lo.
    Abracos
    Gra

    ResponderExcluir
  7. Gi, às vezes fico surpresa com a nossa sincronicidade nos pensamentos, hehehe....faz uns dias que baixei a polyanna da internet e estou lendo para a sofia todas as noites, porque lembrei que eu li quando pequena e adorei.ela está adorando, chama de polenguinha...daí entrei aqui e vi que tu tb está às voltas com ele! como a sofia está em fase de ampliação de leituras, achei que esse seria legal....beijos! zane

    ResponderExcluir

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)