Para o professor, com carinho

Já fui professora, e admiro muito, quem ainda hoje exerce essa profissão. São tempos tão difíceis, não quase não há mais respeito, as escolas viraram negócios lucrativos...

A maioria dos professores vivem em constante alerta, como se a ditadura ainda existisse, porém agora quem dita as regras são os pais pagantes.

No meu tempo de sala de aula, ao passar um exercício para tema de casa, ouvi de um aluno: -" Eu não vou fazer! Você sabe quem é
meu pai? É o juiz 'fulano de tal (na verdade não me lembro mais o nome)", e ele vai te colocar na cadeia!" Isso aconteceu no meu primeiro dia de aula no colégio Província de São Pedro, em Porto Alegre-RS. O que esperar desse tipo de aluno? O que esperar do professor? Ouvi tanta besteira, vocês nem imaginam, se a palavra "Bullying" estivesse sido TÃO amplamente discutida, naquela época, com certeza as coisas seriam um pouco diferente... Bullying por parte dos alunos, também é bullying!

 O que mais me chocou foi a frase de um menino da (antiga) sétima série, ao bater com os livros da biblioteca em mesas e no chão. Eu perguntei: - "Tua mãe não te deu educação?" e ele respondeu: -"TU tem que me dar educação, minha mãe está trabalhando, ela não tem tempo!!!" Eu respondi pra ele que era uma pena ela estar sempre longe, mas o mínimo de educação é passado pelos pais, eu como professora era paga para dar matéria, e não para aguentar desaforo." "Ouvi TANTA m@$¨*# desse guri e da sua turma, que nunca mais voltei pra escola. Simplesmente mandei uma carta pedindo minha demissão. E resolvi, que quando tivesse meus filhos,  ia passar bastante tempo com eles e fazer questão de frisar TODOS OS DIAS o que é RESPEITO, CARINHO, EDUCAÇÃO, PRINCÍPIOS, VALORES, ÉTICA, MORAL.... e tudo mais necessário para que meus filhos não virasse babacas mal educados!

Well, depois de todo esse desabafo! Quero apresentar para vocês, um dos livros que fala sobre respeito aos mais velhos!
O livro é lindo, tanto o texto, quanto as imagens!

GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES de MEM FOX e JULIE VIVAS. ISBN: 9788585357474 Editora: Brinque-Book. 

É a história de um menino, o Guilherme, que tem um nome grande. Ele mora ao lado de um asilo e os velhinhos são seu amigos. Um dia ele escuta os pais tristes falando que uma das moradoras, a sua melhor amiga, perdeu a memória. Então ele decide pesquisar o que é a memória e, a partir daí, tem uma ideia para ajudar sua amiga. Uma história simples, mas comovente. 

Quando terminei de ler a primeira vez a Cecília me falou: - "Mãe, teu olho tem uma águinha no meio." Eu estava me segurando pra não chorar! Me emocionou de verdade!
Quando o avô chegou pra jantar as crianças foram mostrar o livro pra ele.
E o meu sogro, conta histórias fazendo vozes e gestos. Se preciso for, ele se joga no chão, anda como cachorro, sobe no sofá! Agente tem várias fotos dele fazendo maluquices, inclusive usando peruca e fantasia das crianças pra tornar a contação mais divertida!!!
Eu adoro o jeito que as crianças vão ficando ao longo da história... o Cássio começou sentado e foi se achegando, deitando no colo do avô. 

Uma coisa que esse livro trás é a relação de amizade entre avós e crianças. No meu tempo não era assim. Eu temia meus avós (menos a mãe do meu pai que era puro amor). Não tinha essa relação de carinho e afeto, de diálogo e participação. Eu acho meus filhos privilegiados de poder conviver, realmente conviver com seus avós!

E também na minha época se temia os professores. Também não havia tanto diálogo, nem parceria. Hoje vejo as professoras muito mais acessíveis, muito mais afetuosas, muito amigo do aluno. O que em parte também é bom, se o aluno não abusar!!!

Bem mudei de rumo. Comecei com professor, fui para os avós e volto para o professor. 
Depois de lermos o livro, conversamos sobre respeito, sobre carinho, sobre como tratar as pessoas que nos cercam e também que o dia do professor estava chegando. E íamos fazer um mimo pra eles!
Começamos com bombons, folhas em branco, fita adesiva e canetinhas.
Cortamos a folha na metade e colamos um pedaço de fita adesiva enrolada no meio.
Colocamos em cima um bombom.
E desenhamos a profe, no caso aqui, a teacher que está grávida!
Em baixo de cada desenhos está escrito : PROFESSORA, VOCÊ É UM DOCE!
:)
Todos prontinhos!
Assinando!

É só um mimo, porque não tem presente que pague o carinho que tenho pelos professores dos meu filhos!

Comentários

  1. Gi, bom dia!
    Seus textos sempre me encantam..
    Importantissimo passar esses valores para nossas crianças...
    Triste saber q é muito comum os pais acharem q os professores é q devem educar, comodismo puro... tão mais fácil culpar os outros pelos proprios fracassos, não é pq se trabalha fora q nao se pode educar, vivemos isso em casa e apesar do tempo curto q temos juntos a referencia de educação do meu filho é aqui de casa e nao a escola, o parâmetro quem passa somos nós... enfim...
    Adorei a idéia do bombom, uma delicadeza assim nao tem preço!
    Bjs e feliz dia do professor pra vc!
    Mirna
    http://coisasdoreiarthur.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. O bullying no seu caso reverteu em algo positivo. Ainda bem que existem pessoas que pensam, assim como você, que respeito, gentileza e valores como esses devem ser transmitidos diariamente. Se antes os alunos temiam os professores, hoje os professores se sentem ameaçados por seus alunos, é triste. Interessante o livro que você apresentou.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gi,
    uma linda homenagem e um texto emocionante.
    Eu também conto histórias fazendo as vozes, gestos, sons. Assim fica bem divertido e as crianças se envolvem Que máximo o avô dos sus filhos!
    Adorei a dica do livro e o mimo para os professores.

    Você tem dica de livros infantis que abordem o assunto gula, hábitoa alimentares? Só consigo lembrar da Magali.

    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, lindo, lindo!!!!
    Tenho certeza que nenhum presente comprado é mais tocante do que uma lembrança dessa feita com tanto carinho. Amei. Se tivesse visto antes, teria copiado a ideia para as professoras da Lu também.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Gi,
    muitoobrigada pelas dicas. Vou procurar por uns por aqui. Quero usar esse tema aqui em casa nessa semana.

    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gi, quanta reflexao no seu texto.
    Precisamos dar a devida atencao aos nossos filhos, para que eles nao se transformem em pequenos "tiranos", como as criancas que voce relatou.
    Claro que damos atencao, ensinamos, mas de um modo geral, acho que muitos pais estao delegando a educacao (que tem que vir de casa) para a escola e junto com isso vem tambem a falta de respeito.
    Me emocionei com as fotos e sobre a parte dos avos (que lindo seu sogro), com certeza essa vivencia para e com as criancas nao tem preco.
    Lindo os desenhos do presente das professoras, adorei.
    Abracos
    Gra
    * feliz dia dos professores para voce, espero que um dia (se for da sua vontade) voce volte para a sala de aula, o Brasil precisa de professores serios, comprometidos e criativos como voce.

    ResponderExcluir
  7. Amei as dicas e eu adoraria receber um mimo assim, bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)

Veja também

Mostrar mais