BLOGAGEM COLETIVA - Alimentação Infantil.

ALIMENTAÇÃO INFANTIL - Como estimular?!

Quando eu penso em alimentação não ligo imediatamente com nutrição. A primeira forma de alimentar seu filho é o aleitamento materno, uma enorme carga de afeto, amor e carinho sendo sugados de vc!!! Então...
Eu, de azul e chiquinhas (!), meus irmão e primos...
Cecília fazendo pão...
Fazendo bolo com a vó....
Fazendo bolo com a vó....
Aprendendo a fazer omelete com temperinhos com a vó e o vô...
Quebrando nozes com a vó ...

Desde q me conheço por gente a família se reune em torna da mesa da minha mãe! Ela é uma excelente cozinheira, q raramente repete um mesmo prato durante o mês. Super criativa, adora inventar na cozinha, sempre fazendo coisas saudáveis com muito amor e muita dedicação.

Durante o namoro, eu mandava as coisas q minha mãe fazia pro meu namorado: eram pães, geléias, doces, bolachas, cucas... Casamos e eu não sei fazer nada. Meu marido me diz q enganei ele, q ele devia ter casado era com a minha mãe!!! A cozinha não me atrai. Não tenho o dom, nem o mesmo amor q minha mãe tem, faço por obrigação. E tb não tenho mais o tempo necessário para fazer as coisas tão bem elaboradas... estamos sempre correndo, sempre atrasados...

Minha mãe teve uma ideia pra ensinar seus dons e receitas especiais pra minha filha, q é A-PAI-XO-NA-DA por fazer receitas. E deste jeito está apresentando novos sabores pros meus filhos (pq o Cássio é o degustador oficial, junto com meu pai).

Ela começou a registar as receitas q as duas fazem juntas, com fotos, num caderno (um caderno espiral comum, enfeitado!). Tudo passo a passo, bem explicadinho, com data e tudo. Minha filha fica radiante a cada nova experiência na cozinha. Com minha mãe, ela caiu de amores por palmito, cogumelo, pepino. AMA feijão, come puro, um pratão cheio. Cássio AMA o tempero chimichurri, qualquer coisa com isto, ele come! E agora, toda semana, ele quer inventar comidas novas na janta, com o meu marido, q tb adora inovar!

Sabe aquela coisa q as crianças ficam diferentes longe dos pais? Pois é, parece se a mãe diz q é bom, não vale, mas se a vó diz q é delicioso, vale!!! Eu fico super feliz com essa cumplicidade, tanto com minha mãe, quanto com a minha sogra. Sem ciúmes, mesmo! Eu me lembro da minha vó Udila me ensinado a fazer pão até hj. E acho q tive tri pouco contato - troca de afeto, de receitas - com minhas avós, hj as duas já se foram e sinto muita falta.

Acho q nada se compara a comida de vó, q é mãe duas vezes... consequentemente tam a comida duas vezes mais gostosa e os netos sentem isso!

E com isso todo mundo sai ganhando: as crianças aprendem a gostar de novos sabores e assim criam o hábito de escolher e comer coisas mais saudáveis. O tempo q eles passam com os avós torna-se mais educativo, alem da troca de experiência (aprendendo q oa mais velhos não são ultrapassados - como muitos jovens pensam - mas tem muito a lhes ensinar) e de afeto! E enquanto isso as mães tem tempo de atualizar os posts do blog! :)

A próxima receita q minha mãe está testando pra fazer com minha filha é massa caseira! Como descendente de italianos é obrigação da Cecília saber fazer massa! hehehhe!

Comentários

  1. Gisele! Que legal!!
    E eu que acompanho o blog, ja vi as crianças entretidas na cozinha. Isso é maravilhoso! Muito bacana o caderninho de receitas.
    Aqui em casa, quando vou para a cozinha, levo a minha filha junto. Assim ela fica quieta, perto de mim e fazemos algumas coisas juntas. Ela adora a farra!
    Beijos : )

    ResponderExcluir
  2. Gi, adorei as fotos!
    E que vivencia maravilhosa as criancas estao tendo com os avos em!!
    A ideia do caderno de receita, foi genial, tenho certeza que ele tera um significado especial e um valor sentimental incalculavel.
    Parabens pela familia linda que voce tem.
    Abracos
    Gra

    ResponderExcluir
  3. Fantástico Gi, sem falar que o lúdico aí impera até na cozinha! Não tenho dúvidas de que conhecendo melhor os alimentos, os pequenos comem melhor e de uma forma mais saudável!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Gi, fiquei muito emocionada com este trecho do seu blog sobre culinária com a avó...lembrei da vó fazendo o doce de leite no fogão a lenha e a gente - que queria comer - tinha que ficar mexendo e mexendo...rsrsr. Lembrei das tardes de sábado com minha mãe...os pães caseiros o cheiro de bolo e de bolacha saindo do forno...e hoje, assim como vc e milhares de mães...também não tenho tempo (nem muita vontade) de me aventurar pela cozinha, mas ultimamente tenho notado a vontade do Toninho em me ajudar algumas vezes na cozinhaa. Ele tem aula de culinária no colégio e adora. Em casa já fizemos juntos pasteizinhos de queijo e bolo de cenoura que ele adora. A cumplicidade de uma mãe com um filho na cozinha é uma experiência maravilhosa (ainda mais se ele começa a comer algum alimento que antes nem cogitava....rsrsr). Recomendo!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)