dor

Ontem cheguei mais cedo do que esperava à escola dos meus filhos e fui para a biblioteca ler livros infantis (A-DO-RO!). Estava terminando o livro NÃO EXISTE DOR GOSTOSA de RICADO AZEVEDO e ilustrações de MARIANA MASSARANI (ele fala sobre as doenças e seus sintomas. Brincando com as palavras, o autor alivia desgraças como asma, catapora, caxumba, tosse, dor de cabeça, dor de dente, coceira e até frieira... super bacana.), quando recebi uma ligação no celular. Era do colégio, meu filho tava na enfermaria com febre, pea eu ir buscá-lo!!!! Olha só a coincidência!?!?! O meu filho tá bem, nem quis faltar a aula hj. Eu tô um caco, passei a noite inteira monitorando a febre. O livro é ótimo! Dá uma olhada no que o autor escreve no final do livro como biografia:

"Nasci em São Paulo, em 1949. Dizem que eu não queria sair da barriga da minha mãe, tanto que precisaram me puxar de lá com um fórceps. Desde então, tive assaduras, sapinho, brotoejas, sarampo, coqueluche, catapora, caxumba e ainda fui operado das amígdalas. Sofri com nariz entupido, mordida de cachorro, dor de barriga, febre, sabonete no olho, furúnculo, cortes, arranhões e dente cariado. Já quebrei a perna jogando bola e também os dois braços depois de cair de um telhado. Uma vez, fui andar no mato, mexi no galho errado e conheci a picada do marimbondo. Dói pra chuchu. Também tive conjuntivite, gripes mil, frieiras, queimaduras, bronquite asmática, aftas, inflamação na garganta, levei soco no olho, beliscões, cascudos e caneladas, senti coceiras estranhas, espremi o dedo na porta, soltei gases inesperados, tomei coice de cavalo, choque elétrico e pedrada na cabeça, sem falar numa apendicite aguda — isso que eu me lembre. Tive ainda rinite alérgica. Não podia ver pó que já ficava com o nariz pingando e coçando. Um dia, resolvi ir ao cinema assistir um filme de caubói. Estava tudo bem. De repente, me aparece na tela um monte de índios a cavalo no meio do deserto, berrando e levantando o maior poeirão. Meu nariz quase explodiu. Saí do cinema encafifado. Acho que por causa de tudo isso tive a idéia de escrever um livro sobre doenças. Experiência eu garanto que tenho."
HAHAHA!

ISBN:9788574061719 Editora: Cia das Letrinhas

Comentários

  1. hahaha adorei apresentação do autor, e me deu uma aita pna da mãe dele, rsrs, imagin qunts noites em dormir ele fez ela passar, em???

    Adorei a dica do livro!Melhoras para o filhote! Beijos1

    ResponderExcluir
  2. Coitada da mãe desse homem!
    É uma santa! heheehe
    Adorei a dica!

    E é assim mesmo. A gente fica acordada a noite toda por causa da febre, e eles acordam renovados do sono. E a mãe só pó. hehehe
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Querida, ainda bem que o pequeno sarou... Como o Ricardo pode no máximo ser pai, ele esqueceu as "dores maternas": aperto no peito quando o filho está doente, dor nas costas de carregar/cuidar do filho a noite toda, entre outras...estas ficarão para uma "continuação deste livro ( que deve ser maravilhosos, eu tenho todos os outros dele- a-do-ro !) e ditados por uma de nós...mães !"Bjs, Mammy

    ResponderExcluir
  4. Oi Gi,
    também adoro ler livros infantis. Não vejo a hora passar.
    Melhoras para o filhote. Hoje a Sofia fez um postal dos Lençóis para a Cecília mas acho que vou ter que colocar em um envelope para te mandar, está cheio de purpurina.
    Coloco no correio nessa semana.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  5. Parece divertido.
    Senso de humor ele tem, não é verdade?
    bjk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi. Bom te ver por aqui! Responderemos o mais breve possível. :)