Clube Adoletra Maio 2018

Recebemos nosso kit de Maio, antes da greve dos caminhoneiros, ainda bem! Pois as kids não tiveram aula e puderam apreciar estas belezuras!

Tive que tirar foto da embalagem, que acho super fofa, super rápido, pois recebemos o kit antes das kids irem pra aula... E elas estavam doidas de curiosidade pra saber o que veio este mês.
Eu sabia, mas não contei (e não conto) pra elas! Hehehe

Pro Cássio, que entra na categoria de JOVEM LEITOR, recebeu

HEROÍNAS NEGRAS BRASILEIRAS EM 15 CORDÉIS de Jarid Arraes, com ilustrações de Gabriela Pires, editora Pólen.

"Quem não conhece a história, está sujeita a repeti-la." Uma frase que ouvi muito ao crescer. Meu pai sempre citava isso, embora a frase não seja dele (mas de Edmund Burke).
E quem não conhece a sua própria história, não conhece a dimensão da sua força! - Isto eu sempre digo.

Mulheres sempre foram discriminadas, as mulheres negras, mais ainda. Nunca ouvi falar alguma coisa sobre nenhuma, nas escolas que estudei. Tão pouco meus filhos... Pra ver como as coisas não mudam, como a gente espera que aconteça. 

Ficamos super felizes, pois ainda não tínhamos este livro e confesso, que não conhecíamos a maioria destas heroínas negras (pra falar a verdade, só conhecia uma... Uma vergonha, né?!).

Mas me diga, de verdade, sem mentir, quantas dessas mulheres VOCÊ já ouviu falar?


Antonieta de Barros, Aqualtune, Carolina Maria de Jesus, Dandara, Esperança Garcia, Eva Maria do Bonsucesso, Laudeline de Campos, Luisa Mahin, Maria Felipa, Maria Firmina, Mariana Crioula, Na Agontimé, Tereza de Benguela e Tia Ciata, Zacimba Gaba, quantas?

Uma obra super importante e a Ceci ficou toda empolgada para lê-la também. Começa com o prefácio emocionado de Jaqueline Gomes de Jesus, que reforça a importância de publicações que resgatam essa memória brasileira que foi esquecida. Empodera gurias, principalmente as negras, devolvendo parte de suas histórias, de suas raízes. 

Jarid escreve um cordel para cada uma das Heroínas, depois conta, resumidamente, a história da mesma e 

pra completar tem as ilustrações de Gabriela Pires, onde conhecemos fisicamente as personagens (reais). 

Um livro pra ser lido em família. Fala de descriminação, racismo, machismo, falta de educação, falta de oportunidade, de garra e esperança, fala de violências contra a mulher, de injustiças, de força e perseverança. Livro pra ler e conversar com as crianças e teens.

Uma coisa que adoramos no livro: No final você pode escrever um cordel sobre uma mulher negra que foi importante na sua vida. A vó da minha sogra era negra. Ceci tem o sangue negro também. E já combinou com a vó Elia, de ouvir histórias sobre sua tataravó e juntas irão escrever um cordel no Livro!

Uma obra necessária. 
Fica a dica.

E tem mais!

O kit deste mês veio com um Paper Toy do Harry Potter!

Cecília conheceu (pessoalmente) o Roger Mello semana passada, então ficou super feliz que chegou o livro MENINOS DO MANGUE do Roger e da Editora Companhia das Letrinhas.

A história é sobre duas meninas a Preguiça e a Sorte que vão pescar siris.

Elas fazem uma aposta pra ver quem vai pegar o siri com mais patas...

Claro, que a Sorte ganha. Então, Preguiça precisa contar 8 histórias inventadas pra Sorte. São histórias inventadas, mas nem tanto... Todas retratam a realidade da vida lá.

Pedacinho:

– Ha, ha.

– Silêncio! Foi inventada, sim, senhora. Para acabar com a tal divisão do dia em dois. Essa coisa ultrapassada de sol e lua, noite e dia. Nada disso! A partir de então, o dia se dividiria em quatro marés: maré alta – maré baixa, maré alta – maré baixa. E tem mais, quem criou a maré foi uma assembléia. Decreto-lei, assinado e registrado em cartório, a quem interessar possa, obrigado, não há de quê, ponto final.

– Essa é a sua versão.

O livro é todo dividido em capítulos e a história flui! Embora tenha bastante texto, você nem sente o tempo passar e quando percebe, já está no final da história. 

Algumas ilustrações são pinturas com colagens coloridas, sentimos a massa e espessura da tinta, a força da cor e do movimento que nos remetem direto ao lamaçal do Mangue. Em outras páginas vemos ilustrações de linhas, com quase nada de cor, que nos remete a fragilidade das palafitas, do povo, do local. 

Uma mistura que mostra vários lados de quem vive no Mangue.

No final do volume, um apêndice que discute a importância ecológica, social e cultural dos mangues brasileiros.
Este livro foi Prêmio Jabuti 2002 de Melhor Livro Infanto-Juvenil e de Melhor Ilustração Infanto-Juvenil, ganhou o título de Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ 2001, categoria criança.

E a história nos mostrou uma realidade que as kids não conheciam. Fomos pro Youtube e vimos diversos vídeos sobre como pegar siris, como usar um puçá, o ecossistema, as palafitas, as situações de risco diário que eles enfrentam e a precariedade da vida lá. E também sobre o lixo que invade o Mangue e pode acabar logo, logo com a riqueza do lugar. 

Adoramos! Estas leituras enriqueceram muito as kids.

Você não conhecia o clube ainda?

CLUBE ADOLETRA, gostamos tanto dos livros selecionados que eles já viraram nossos parceiros. As assinaturas podem ser escolhidas por perfil literário e conforme nosso leitor vai crescendo podemos mudar de perfil. Tem livros para os menorzinhos que são muito engraçados e agradam maiores também, por outro lado existem crianças que se alfabetizam muito cedo ou buscam livros com mais texto. Por esse motivo gostamos de dizer que a idade de cada perfil é apenas uma sugestão. Bebês (até 3 anos)
Para ler junto (de 4 a 6 anos)
Pequeno Leitor (de 7 a 11)
Jovem Leitor (acima de 11 anos)

Se você tem duas crianças e elas não se encaixam num único perfil, pode escolher a assinatura com dois livros de perfis diferentes. Pensando nos leitores assíduos (como nós) que já poderiam ter o título do mês na sua biblioteca, oferecem sempre uma segunda opção, ou seja, é possível trocar o livro principal por um alternativo. Além da ótima curadoria, esse foi o maior diferencial em relação aos outros clubes. Os livros selecionados são apresentados no site até o dia 10 de cada mês e enviados até o dia 20.

Os cuidados começam na embalagem com uma etiqueta com o nome da criança, passando pelos livros super bem embalados em plástico bolha (pois sabem que os nossos Correios podem ser bem descuidados), e finalizando com guias e uma seleção excelente de literatura infantil.

Para conhecer mais:

Blog: https://www.clubeadoletra.com.br/blog/
Site: https://www.clubeadoletra.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/clubeadoletra/
Facebook: https://www.facebook.com/clubeadoletra/

Adoramos e super recomendamos! Fica a dica!

Comentários

Veja também

Mostrar mais