Exposição Mondrian e o Movimento de Stijl, no CCBB Brasília

Mondrian e o Movimento de Stijl, é o nome da exposição do artista Mondrian,


ele que é completo, por trás das linhas e quadrados coloridos.
 
 
 
"De Stijl" significa "O Estilo" em português.
O artista deste movimento tinham a intenção de melhorar a sociedade através de uma
nova estética, que revelasse o universal ao invés do particular.
E, não existe melhor companhia para observar e curtir a ARTE do que acompanhados por crianças.

 
 
Mais uma vez o Centro Cultural do Banco do Brasil - CCBB traz a
Capital Federal uma exposição fantástica, para todas as idades.

 
 
Esta lindíssima ilustração, na foto acima a direita, do ainda garoto Mondrian, esta presente no PROGRAMA da exposição, entregue na sede do CCBB Brasília.

 Eu sou muito fã deste artista, e fiquei ainda mais encantada quando
constatamos tudo por lá. O espaço criança é um charme!
 
 
Mondrian deixava claro que tinha apenas o essencial, nada supérfluo.
Os moveis ele fazia em caixote.
E, então, observando este espaço infantil nesta exposição, é natural recordar
estes importantes detalhes na vida deste artista.
 
 
Eu fui conferir a maravilhosa exposição com amigas e as crianças e fui recebida com
este PROGRAMA da exposição "Mondrian e o Movimento de Stijl"


com texto e roteiro de Daniela Chindler e, claro, a ilustração é da incrível Mariana Massarani,
que temos tantos livros infantis ilustrados por ela, e ja apresentados aqui.


Meu filho é fã, ele bateu o olho e disse: - olha mãe, o desenho da Mariana!
 
Por tanto, atenção a todos que forem a exposição, não esqueçam de garantir este Programa Educativo, vocês concordarão comigo, a riqueza do texto e das ilustrações se equivalem a grandeza de Mondrian.
 
A exposição "Mondrian e o Movimento de Stijl" já começou e vai até o dia 4 de julho no Centro Cultural do Banco do Brasil, CCBB Brasília.
A exposição é fotogênica, esta LINDA e cheia de propostas interativas.

 
Como é possível ver nas minhas imagens, nestas telas touch screen todos interagem com as formas e cores do artista, a partir do comando que ouvimos pelo fone, crianças e adultos são convidados a observar uma imagem, e depois, utilizar cores e criar traços, retas.
 
 

Mondrian é muito mais por trás de tantas linhas e quadrados coloridos.


Com uma linguagem afetiva e descomplicada a exposição inclui
também os pequenos visitantes e maravilhosamente,


todos são instigados para uma apreciação mais profunda das obras de Mondrian.
 
Mondrian tem seus trabalhos, linhas e cores conhecidos por todo lugar, em muitos países, podem ser vistos em design, decoração, artes plásticas, e, cinema. Ele que era tão formal, chegava a pintar usando terno e gravata, nunca imaginou que fosse inspirar a moda.

 
Mas, o estilista Yves Saint-Laurent tinha em casa um quadro de Mondrian e, na década de 60, este grande nome do mundo fashion decide desenhar uma coleção inteira de vestidos baseados nas composições geométricas. A arte de Mondrian desfilou na passarela.
 
 
E, agora, no CCBB Brasilia a sua arte pode ser interativa, com recurso da tecnologia, todos podem colorir, preencher, recriar. Uma experiência que merece ser vivida por todos, e também pelas crianças.
Momento final e mais esperado é este, todos são convidados a
participar do JOGO DO MONDRIAN


-necessário 2 pessoas para jogar contra o tempo
-para começar fique na frente da projeção e aguardem o sistema conectar cada jogador
-siga a marcação que está no chão
-cada jogador deve agarrar as peças que estão do seu lado e solta-las no local correto da tela
-para agarrar movimente a mão e coloque o cursor sobre a peça e, aguarde ela ficar presa
-coloque a peça sobre o encaixe correto, e aguarde se soltar.
-a dupla ganha o jogo quando todas as peças estiverem posicionadas
-mas, lembrando, não podem deixar o tempo acabar.

Todas as crianças brincaram, amaram. Foi sucesso total.
Então, se você esta em Brasília, não perca esta exposição, mas, se você não esta
na Capital Federal porém, conhece alguém por aqui, lembre a seu amigo que este
é um programa que vale a pena, ele merece MUITO participar.
Boa exposição para todos, e boa visita ao CCBB Brasília.